Valorizações exageradas das criptomoedas chegaram ao fim, diz cofundador do Ethereum

(Foto: Shutterstock)

O cofundador do Ethereum, Vitalik Buterin, disse que o crescimento explosivo das criptomoedas provavelmente chegou ao fim e que agora é preciso focar no uso em aplicações reais, conforme publicação do Bloomberg neste sábado (08).

Buterin foi questionado sobre o momento atual do mercado de criptomoedas enquanto participava de uma conferência em Hong Kong.

“O mercado do blockchain está chegando ao ponto em que há um teto à vista e não há mais oportunidade de um crescimento de 1000x (mil vezes) no setor”, disse ele, que também presumiu que um pessoa de conhecimento mediano no mercado já têm ciência disso.

O criador do Ethereum acredita que o crescimento de criptoativos como o Bitcoin, nos seus primeiros seis ou sete anos foi dependente de um marketing para uma adoção mais ampla, uma estratégia que, segundo ele, está chegando perto de um beco sem saída.

Por consequência, Buterin crê que o próximo passo será estimular as pessoas que já estão motivadas no novo mercado a se envolverem de forma mais profunda para que comecem a usar as criptomoedas em aplicações reais, na atividade econômica real.

O Ethereum, assim como o Bitcoin, foi um dos que mais valorizaram no ano passado, mas, nesse ano, o caminho do criptoativo não está sendo nada fácil.

O mês de setembro está sendo, particularmente, o mais difícil para o Ethereum, chegando a ficar abaixo dos US$ 200. A segunda maior criptomoeda em valor de mercado que em janeiro chegou a valer cerca de US$ 1.400, nesta data está cotada a US$ 200, uma queda de 85%, enquanto que o Bitcoin também teve queda acentuada e hoje é negociado a US$ 6.350

Contratos futuros

A comunidade Ethereum até que se animou com a notícia no final de agosto que a Cboe, maior bolsa de futuros do mundo e pioneira na listagem de futuros de bitcoin nos EUA, estaria planejando lançar contratos futuros de ETH.

Esses futuros em uma bolsa regulamentada pelos Estados Unidos representaria um passo significativo para negociações mais amplas, como os fundos de índices comercializados como ações (ETFs).

No entanto, sempre aparecem especialistas para analisar tais situações e trazem comentários agradáveis e também contrários.

Sobre os possíveis contratos futuros de Ethereum, Tom Lee, cofundador da Fundstrat Global Advisors, disse que se isso acontecer quem vai ser realmente beneficiado é o Bitcoin.

Para chegar a esta afirmação, Lee se baseou no modo como a negociação de futuros de criptomoedas funciona, que viabiliza investidores apostarem no movimento de preços de uma moeda sem ter que possuí-la.

Desta forma, seu argumento é que o ethereum, assim exposto, seria uma maneira fácil para os traders apostarem contra ele e assim forçar o preço pra baixo.

Os contratos futuros proporcionam aos investidores uma oportunidade de apostarem no preço futuro de um ativo. Em dezembro, com a listagem de contratos futuros de bitcoin nas bolsas, seu preço subiu até bater a maior alta da história, cerca de US$ 20 mil.

No entanto, depois que eles entraram em operação, o preço do bitcoin despencou mais de 70%, o que pode também acontecer com os futuros do ethereum, segundo Lee.


Procurando o melhor lugar para fazer seus trades?

A Huobi, exchange líder em ativos digitais, chegou ao Brasil! Crie sua conta em menos de 1 minuto. Plataforma em português, mais de 150 altcoins, taxa de apenas 0,20%, liquidez e muita segurança, acesse: https://www.huobi.com/