Unick Forex usou até escolinha infantil para lavar dinheiro, diz Ministério Público

Unick Forex usou escola infantil para lavar dinheiro de golpe, diz MP
Fachada da escola usada pela Unick para lavar dinheiro. Imagem: Google Maps

A Unick Forex, empresa que lesou milhares de pessoas no Brasil por meio de pirâmide financeira, além de mandar fundos ilegalmente ao exterior, também lavou dinheiro através várias empresas, dentre elas, uma escola infantil de Caxias do Sul (RS).

De acordo com a peça inicial do Ministério Público, os valores captados de clientes eram movimentados em contas pessoais ou de empresas, o que também ocorreu na Escola de Educação Infantil Jardim dos Anjos.

Segundo consta na publicação do Poder Judiciário, parte do dinheiro sujo da Unick passou pela conta da Jardim dos Anjos, cujas unidades são conveniadas da Prefeitura de Caxias do Sul.

A Escola é de propriedade de Itamar Bernardo Lopes, irmão de Leidimar Lopes e também réu na Justiça.

Segundo informações no site da prefeitura, a unidade I da E.E.I. Jardim dos Anjos recebeu seu primeiro credenciamento em 2012 e a unidade II em 2015.

Ambas têm sido recredenciadas anualmente pelo Conselho Municipal de Educação (CME) de Caxias do Sul.

As contas da Jardim do Anjos chegou a ser controlada por Ronaldo Luis Sembranelli, réu no caso Unick, a mando de Leidimar Lopes, também chamado de ‘comandante’, ‘presidente’ e ‘chefe’.

Segundo consta no documento da 7ª Vara de Porto Alegre, referente à Ação Penal Nº 5089180-66.2019.4.04.7100/RS, ele “controlou o faturamento da empresa Escola de Educação Infantil Jardim dos Anjos Ltda -ME encaminhando documentos a Leidimar Lopes”.

Leidimar, Ronaldo, Danter Silva, o foragido Fernando Lusvarghi e mais 11 investigados se tornaram réus no dia 21 deste mês, quando a Justiça Federal aceitou a denúncia do Ministério Público.

Segundo a Justiça, eles vão responder pelo crime de organização criminosa, tipificado no art. 2º da Lei nº 12.850/2013.

Empresas usadas pela Unick

Além da Unick, Escola Jardim dos Anjos, SA Capital e Urpay, consta nos autos que passaram dinheiro do esquema nas seguintes empresas:

  • RR Meios de Pagamentos Ltda;
  • Vega Guaíba Empreendimentos Ltda;
  • Fernando Salomon Sociedade Individual de Advocacia;
  • Cembranell Consultoria e Assessoria em Licitações Ltda;
  • Pronei Promotora de Negócios Ltda; Boom Invest SA;
  • Dox Pay Banco Digital Comércio de Equipamentos e Serviços Administrativos Ltda;
  • Van Gogh Treinamento e Desenvolvimento Humano Eirelli Me;
  • Mibank Soluções em Tecnologia Ltda;
  • Construtora Passo a Passo Ltda;
  • Softpay Tecnologia em Pagamentos Ltda;
  • HSOL Incentive Performance SA;
  • Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Pequenos e Microempresários e Microempreendedores da Região Metropolitana de Porto Alegre (COOPESA).

Unick, organização criminosa

Conforme despacho, desde o ano de 2017 até outubro de 2019, na cidade de São Leopoldo, “os denunciados associaram-se na forma de organização criminosa, ordenada estruturalmente e com divisão de tarefas entre seus integrantes”.

Além disso, diz o texto, os integrantes da quadrilha realizam o seguinte:

  • Obtinham vantagens econômicas mediante a prática dos crimes de emissão de títulos ou valores mobiliários sem autorização;
  • Praticavam evasão de divisas, lavagem de dinheiro e operavam de instituição financeira sem autorização legal. O dinheiro da operação foi, em parte, enviado ao exterior.

Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!