Twitter Segue Google e Facebook e Deve Proibir Anúncios de Criptomoedas

Empresa também vai banir propaganda de ICOs (Foto: Pixabay)

Agora é o Twitter que também esta travando luta contra anúncios de criptomoedas, Tokens e ICOs, segundo o site News Bitcoin. A rede social deve acompanhar as decisões recentes do Facebook e Google, que anunciaram que irão tomar as mesmas medidas em suas plataformas.

Pronta para entrar em vigor em algumas semanas, a nova política de publicidade do microblog deve banir também propagandas enganosas que levam o leitor a sites fraudulentos. No entanto, a empresa não se pronunciou oficialmente sobre os supostos novos parâmetros.

De acordo com um relatório, os novos critérios para publicidade terão algumas exceções limitadas, como, possivelmente, as empresas de exchange.

Não se sabe ainda se essas redes sociais estão sofrendo algum tipo de pressão em meio a debates sobre a regulamentação das criptomoedas. Analistas acreditam que os anúncios contribuíram no recrutamento de novos entusiastas do Bitcoin e das Altcoins.

Facebook começou a onda

O Facebook comunicou a  proibição de anúncios de criptomoeda,  em janeiro deste ano, alegando que a medida vem após reclamações persistentes dos usuários sobre spam e anúncios fraudulentos.

Direcionado exclusivamente para criptomoedas, ICOs e opções binários em seu comunicado, a plataforma afirmou que os anúncios não devem promover produtos e serviços financeiros freqüentemente associados a práticas promocionais enganosas e ilusórias.

Google prosseguiu

Na quarta-feira (14), seguindo na mesma linha de planejamento e propósito do Facebook a empresa anunciou também a restrição para os mesmo tipos de propaganda. Informou que pretender executar as novas normas até junho deste ano, espaço de tempo para que todos os contratos de publicidade sejam encerrados conforme a política de serviços financeiros da companhia.

Esta decisão provocou reações de desconforto na comunidade de criptomoedas. De acordo com relatos da mídia russa, o primeiro processo contra a proibição foi arquivado em um tribunal distrital de Moscou. Nele um investidor pediu indenização alegando perdas com a falta de publicidade.

Houve também boatos de que o maior motor de pesquisa russo, o Yandex, decidiu deixar de publicar materiais publicitários relacionados a esse novo mercado. Porém, mais tarde, a assessoria da empresa negou esses rumores. Ela informou que segue sua política de publicidade sem alterações.

Possível origem das proibições

Segundo noticiado no site News Sky, Facebook e Google proibiram os anúncios após um estudo britânico que identificou um aumento de 400 mil por cento de vítimas enganadas na Grã-Bretanha nos últimos seis anos através de propaganda fraudulenta nas redes sociais.

No início deste mês, Mark Carney, presidente do Banco da Inglaterra, alertou o mesmo site que as criptomoedas enfrentavam uma repressão regulatória. Ele disse que chegou o momento de “regular elementos do ecossistema criptográfico para combater atividades ilícitas”.

Leia também: Eike Batista Vira Youtuber e Opina Sobre Criptomoedas

 

BitcoinTrade

A primeira plataforma Brasileira que você pode comprar com segurança utilizando o seu Cartão de Crédito como forma de pagamento. Eles aceitam Visa e Mastercard. A BitcoinTrade ainda conta com certificação de segurança PCI Compliance, a única no Brasil. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!