Telegram Cancela ICO Público Após Arrecadar US$ 1,7 Bilhão

Somente cerca de 200 investidores institucionais e pessoas de alta renda puderam aderir ao projeto TON. Preocupações regulatórias podem estar por trás da decisão.

O Telegram Group Inc. anunciou o encerramento de arrecadação para financiamento do projeto Telegram Open Network (TON) sem ao menos iniciar a oferta pública planejada de seu ICO.

Sem citar fontes, o Wall Street Journal (WSJ) informou que a empresa liderada pelos irmãos russos Pavel e Nikolai Durov está satisfeita com US$ 1,7 bilhão obtidos durante a oferta inicial exclusiva para investidores institucionais e indivíduos de alta renda.

Especula-se, segundo o WSJ, que um dos motivos pelo qual o grupo decidiu não abrir a oferta ao público em geral seriam as preocupações regulatórias, considerando as recentes iniciativas da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC).

Outro motivo também pode ser ter sido o grande sucesso de arrecadação nas duas rodadas de ofertas, nas quais 200 investidores, aproximadamente, empregaram cerca US$ 850 milhões em cada uma delas.

A princípio, e segundo o planejamento, a terceira rodada seria oferta inicial pública a fim de finalizar o processo de arrecadação para o financiamento do plano ‘Blockchain de Terceira Geração’.

Apesar do sucesso na angariação de recursos, o serviço de mensagens não está sabendo lidar com a transparência. Investidores têm reclamado sobre a incapacidade da empresa em fornecer detalhes concretos sobre o ICO.

Documentos arquivados na SEC revelam que a empresa realizou duas rodadas de financiamento entre janeiro e março, o que resultou num levantamento de US$ 1,7 bilhão.

A venda simbólica foi conduzida de acordo com a ‘Regra 506 (c)‘ do formulário de regulamentação ‘D’ da SEC, a qual estipula que as empresas podem vender títulos não registrados se restringirem a venda a investidores credenciados e reportarem a rodada de financiamento com período determinado, como foi realmente realizada pelo grupo.

Relatórios iniciais indicaram que o Telegram projetava levantar até US$ 5 bilhões (venda simbólica + venda pública), mas segundo informações que chegaram ao WSJ, preocupações com a SEC mudaram a programação.

De fato, a SEC intensificou sua abordagem ao ICOs nos últimos meses alegando que a maioria dessas vendas são ofertas de títulos não registrados que operam em violação da lei federal.

Outros casos

Recentemente o governo do Irã proibiu seus cidadãos de usar a plataforma de mensagens do Telegram. A proibição provavelmente está ligada ao uso do aplicativo de mensagens entre os organizadores dos recentes protestos no país.

Porém, não se deve descartar a hipótese de que os planos da empresa em lançar sua própria criptomoeda desempenhou um papel importante na decisão iraniana.

Uma autoridade iraniana de alto escalão alertou que a nova criptomoeda do Telegram poderia permitir que os usuários iranianos enviassem US$ 50 bilhões de capital para fora do país anualmente.

Cobertura Completa da VI Bitconf São Paulo 2018

Para ficar por dentro de tudo que está acontecendo na VI Bitconf São Paulo 2018, o Portal do Bitcoin criou uma página especial que será alimentada em tempo real com matérias, fotos e vídeos, acesse: https://portaldobitcoin.com/cobertura-bitconf-vi/

 

BitcoinTrade

BitcoinTrade é a plataforma mais segura do Brasil para comprar e vender Bitcoin e Ethereum, junte-se agora a mais de 135 mil clientes satisfeitos. Gerencie também suas moedas digitais utilizando nosso aplicativo para dispositivos com iOS ou Android. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!