Suposto “Criador do Bitcoin” é Processado na Corte Federal da Flórida por Fraude

Craig Wright acusado de se apropriar de propriedade intelectual e bitcoins de Dave Kleiman responde processo nos EUA (foto: phneep.com)

O executivo australiano e cientista da computação, de 46 anos, Craig Wright, que em maio de 2016 afirmou ser o criador da Bitcoin, está sendo processado numa corte do EUA sob a acusação de tomar para si as propriedades intelectuais e um montante controverso de bitcoins – entre 300.000 e 1.100.111 – do programador Dave Kleiman, falecido em 2013.

O caso foi amplamente noticiado essa semana pelos sites Motherboard, The Guardian e Bloomberg, os quais traziam que, em breve resumo, Wright respondia uma ação judicial no valor de US$ 10 bilhões.

Protocolada em 14 de fevereiro na corte Federal da Flórida, em West Palm Beach, a ação movida por Ira Kleiman, irmão do programador falecido e responsável pelo seu espólio, está fundada na alegação de que Wright e Kleiman acumularam uma “vasta riqueza de bitcoins” advindas da mineração que fizeram juntos desde 2009 até 2013, e que após a morte de Kleiman, Wright teria criado um “esquema” para apoderar-se das criptomoedas de Dave, conforme se extrai do site Motherboard, o primeiro a noticiar o fato.

Dave possuía centenas de milhares de bitcoins tanto individualmente bem como membro da companhia W&K, por onde teria minerado 1.100.111 bitcoins, os quais valeriam aproximadamente US$ 10.236.534,855,00. Essa quantidade de bicoins foi depreendida por Ira Kleiman a partir da análise feita das transcrições das reuniões entre a Australian Tax Office e Craig em 2014. Contudo, conforme revelou o The Guardian existe uma incerteza por parte do representante do patrimônio de Kleiman, o qual admite que o montante total de bitcoins que teria sido tomado por Craig Wright é desconhecido, variando entre 300 mil e um pouco mais de 1 milhão.

Detalhes da suposta fraude

A fraude foi baseada em três contratos com assinaturas falsificadas de Kleiman

A companhia W&K Info Defense and Reasearch LLC, engajada em mineração de bitcoins e desenvolvimento e pesquisa de software, foi fundada por Craig Wright e Dave Kleiman em 14 de fevereiro de 2011. De acordo com Ira Kleiman, Craig teria se aproveitado para transferir as criptomoedas da companhia para sua conta individual, após a morte de Dave.

O suposto esquema envolvia a criação de três contratos fraudulentos pelos quais os direitos sobre propriedade intelectual e as bitcoins poderiam ser transacionados por Craig Wright e por companhias controladas por ele. As assinaturas de Dave Kleiman teriam sido forjadas a partir de uma ferramenta disponível na internet chamada Otto.

Para tanto, duas companhias teriam sido criadas. Um ano após a morte de Dave, a W&K teria sido reestabelecida pela Uyen Nguyen, a qual removeu Dave da W&K. A parte que pertencia à Dave passou as companhias Uyen e a chamada Dr. Coin-Exch Pty Ltd., até que em 23 de setembro de 2016 a W&K teria sido administrativamente dissolvida pela Uyen.

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!