Site da Unick Forex avisa clientes sobre problemas de atrasos nos pagamentos

Com problemas nos pagamentos, Unick Forex anuncia lançamento de banco

A Unick Forex avisou, em nota divulgada na sexta-feira (12) em seu site, que está com atraso nos pagamentos de alguns clientes. Segundo a empresa, a razão para esses atrasos é a implementação de uma ferramenta que integre as plataformas de pagamento.

Os clientes da Unick Forex, ao acessar o site da empresa, se depararam com uma mensagem pela qual a companhia afirma que está tendo problemas com alguns pagamentos.  

Ela declara se trata de um problema pontual e que deverá ser resolvido o mais breve possível. Mas não menciona em até quanto tempo isso se resolverá.

Reprodução da página da Unick. Academy com a nota da empresa

Apesar de o pagamento não estar em dia e em alguns casos já ter até ultrapassado o prazo de 12 dias úteis prometidos pela Unick, a empresa afirma:

“É importante deixar claro para lhes passar tranquilidade que a empresa, na figura do seu corporativo trabalha em plena normalidade, e que a situação pela qual estamos escrevendo é localizada, em nada tem a ver com a solidez da empresa”.

Unick Forex em atraso

Nos últimos dias, a empresa vem enfrentando atrasos nos pagamentos. No site de suporte da empresa, há clientes reclamando de que apesar de terem feito os saques no mês passado não conseguiram levantar o dinheiro.

Na ocasião, Marcos Prata, do departamento jurídico da Unick, disse que se tratava de ajustes na plataforma e que os casos não envolviam atrasos, mas “demora de alguns dias apenas no pagamento”.

Prata afirmou que a URPay não conseguia acompanhar a grande demanda.

José André da Costa, diretor da URPay, por outro lado, pontuou que a Unick não é mais seu cliente desde março e que os pagamentos são feitos por sua empresa em tempo real.

Sob a mira da CVM

A Unick está proibida pela Comissão de Valores Mobiliários de fazer oferta pública de investimentos no Brasil.

A empresa vem enfrentando um processo administrativo sancionador no órgão regulador desde o dia 24 de abril por atuação irregular na captação de investidores. 

A empresa, que teria até o dia 07 desse mês para apresentar sua defesa, conseguiu após pedido de Fernando Lusvarghi, diretor do departamento jurídico Unick, que a autarquia concedesse mais 45 dias.

A empresa e os seus responsáveis Alberi Pinheiro Lopes, Leidimar Bernardo Lopes e Fernando Marques Lusvarghi terão até o dia 20 de agosto para apresentar suas respectivas defesas.

A CVM, além de instaurar o processo sancionador, havia emitido mais uma vez um alerta aos investidores sobre a atuação irregular da Unick.

Como das outras vezes, a autarquia, que regula o mercado de ações no Brasil, disse que a empresa não pode distribuir valores mobiliários sem autorização.

A CVM emitiu três alertas aos investidores sobre a atuação da empresa. O primeiro deles se deu em março de 2018, pelo qual o órgão já apontava a atuação irregular de captação de investidores por meio do site para realização de operações no mercado de valores mobiliários.

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!