Santander lança plataforma de investimentos que reembolsa cliente

Justiça ordena Banco Santander a manter conta de exchange de criptomoedas aberta
(Foto: Shutterstock)

O banco Santander, um dos maiores do Brasil, lançou a plataforma ‘Pi’, uma fintech independente de investimentos financeiros da instituição que vai devolver parte das taxas aos clientes.

Lançada no dia 14 de março, a nova plataforma aberta de investimentos, garantida pelo único acionista, Santander, poderá ser usada por todos, independente ser ou não cliente da instituição.

De acordo com informações em seu site, a Pi é autorizada pelo Banco Central a operar como uma Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários (DTVM). A instituição não é banco, apenas intermedeia a compra e venda de produtos de investimento — e não possui agentes autônomos.

A Pi promete devolver parte da tradicional taxa administrativa recolhida pela maioria das instituições.

O reembolso vai ocorrer por meio de um sistema de pontos conversíveis em reais. Este pontos serão gerados a partir das taxas cobradas pelos serviços dos produtos.

“Estamos compartilhando parte do que seria o nosso ganho com você por meio dos Pontos Pi: você acumula pontos e troca por dinheiro para investir ainda mais ou enviar para sua conta-corrente”, diz o site.

Primeiros produtos de investimentos

Inicialmente, a Pi vai oferecer produtos de renda fixa (CDBs, LCAs, LCIs e LCs) de 15 instituições financeiras, além do próprio Santander. Segundo o UOL, a fintech terá parcerias com gestores do mercado para oferecer carteiras de investimento customizadas.

Fundos de investimento, contudo, só estarão disponíveis em abril. Tesouro Direto, Previdência e ações também serão oferecidos mais pra frente, pelo menos até o final ano, diz a reportagem.

Dá pra começar com R$ 50

A plataforma vai permitir que o cliente comece com apenas R$ 50, investindo em um CDB (Certificado de Depósito Bancário) emitido pelo Banco Pine, que é o produto com o menor valor de aplicação na Pi.

O CDB tem prazo de investimento de 1 ano e taxa de 96% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário), que é taxa que lastreia operações entre os bancos.

Felipe Bottino, presidente da Pi, explicou sobre o reembolso de taxas.

“Em um fundo que cobra taxa de administração de 1%, um terço vai remunerar o gestor, um terço vai para a corretora e um terço para o agente autônomo. O que estamos fazendo é devolver ao cliente essa parcela do agente autônomo na forma de pontos Pi”.

Fundos de grandes gestoras

Bottino disse que a Pi vai oferecer fundos que, tradicionalmente, apenas investidores milionários têm acesso.

“Vamos oferecer fundos a todos os clientes que apenas um investidor com patrimônio de R$ 30 milhões teria acesso. Será uma espécie de curadoria de investimentos”.

Segundo a reportagem, isto significa que a Pi irá propor uma carteira com fundos oferecidos por grandes gestores conforme os objetivos dos clientes.


Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!