Ripple firma parceria com 9º maior banco dos EUA para pagamentos internacionais

Marco Verch

Um dos maiores bancos em ativos dos Estados Unidos, o PNC Bank, firmou parceria com a rede descentralizada RippleNet, blockchain da Ripple, e vai passar a oferecer serviços de pagamentos transnacionais.

De acordo com um comunicado no site da Ripple nesta quarta-feira (19), o 9º maior banco americano, avaliado em US$ 380 bilhões, agora se junta a um grupo de mais de 100 instituições. Entre elas, Banco Santander e American Express.

O banco, além de estar entre os 10 maiores dos Estados Unidos, é o quinto maior em número de agências e o 4º em número de caixas eletrônicos.

O PNC atende mais de 8 milhões de clientes incluindo consumidores, pequenas empresas e grandes corporações em 19 estados.

“A tecnologia da Ripple terá um impacto imediato em cada um desses grupos, permitindo que os clientes do banco PNC recebam pagamentos de bancos estrangeiros em tempo real”, disse a empresa no comunicado.

Com a adesão ao serviço, um cliente do Reino Unido (Europa), por exemplo, poderá pagar a fatura de uma empresa do estado da Pensilvânia (EUA) instantaneamente, diz o texto.

Isto vai permitir que tanto o cliente quanto o proprietário da empresa se beneficiem do gerenciamento de seu capital de giro e contas a pagar e receber.

Ainda segundo a nota, a parceria da RippleNet com um banco como o PNC deve impulsionar a rede positivamente, pois a empresa cresceu, continua expandindo e já é realidade em mais de 40 países e seis continentes.

A adesão do PNC, segundo a CCN, é sem dúvida uma das coisas mais importantes que poderia acontecer para alavancar a RippleNet, que não usa o XRP, token da Ripple Labs.

O serviço através da criptomoeda fica por conta de um produto separado, o xRapid, que tem visto um número relativamente menor parcerias.

Embora empresas que oferecem serviços financeiros transnacionais, como a Western Union, tenham seguido o produto baseado em XRP para transferências de dinheiro, um aplicativo comercial mais amplo para xRapid chegará em breve.

De acordo com o executivo Sagar Sarbhai, líder da Ripple nas relações regulatórias na Ásia-Pacífico e Oriente Médio (APAC), falta pouco.

“Estou muito confiante de que no próximo mês, mais ou menos, vocês terão boas notícias com o lançamento do novo produto”, disse o representante da empresa.

Transferências transnacionais via XRP ainda não deram resultado

Em meados de junho, o CEO da Western Union, Hikmet Ersek, disse que a empresa ainda não tinha visto nenhuma economia de custo real que justificasse a mudança no seu sistema de pagamentos internacionais usando o token XRP da Ripple.

Na ocasião a parceria já durava seis meses.

“Estamos sempre sendo criticados pelo fato da Western Union não ser eficiente em termos de custos, blá, blá, blá, mas nós não vimos essa parte da eficiência ainda durante nossos testes”, disse Ersek.

Em resposta, o vice-presidente sênior de produtos da Ripple, Asheesh Birla, disse não estar surpreso e discordou dos comentários de Ersek.

Ele disse que não é de surpreender que a Western Union ainda não tenha resultados satisfatórios, pois a empresa só tinha realizado apenas 10 transações usando o XRP.

“Se eles tivessem que aumentar o volume em escala, talvez você visse algo, mas com 10 [transações], não é surpresa que eles não estejam vendo economias de custo. Eles fazem milhões de transações por mês e não me surpreende que, com 10, não tenham resultados impressionantes”, disse Birla.


Compre Bitcoin no Celular

A BitcoinTrade é a melhor plataforma para operar criptomoedas do Brasil.
Compre Bitcoin, Ethereum e Litecoin com segurança e liquidez, diretamente pelo app.
Baixe agora e aproveite, acesse: www.bitcointrade.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!