Rede Globo faz sua melhor reportagem sobre bitcoin e criptomoedas

Rede Globo faz reportagem sobre bitcoin e criptomoedas em matéria envolvente
(Imagem: Reprodução/Globoplay)

A Rede Globo voltou a abordar o tema Bitcoin e Criptomoedas em um vídeo intitulado ‘Moeda digital: entenda como funciona’ publicado no sábado (13) através do programa ‘Como será?’.

Renata Capucci, apresentadora do programa, anuncia a reportagem conduzida pelo jornalista Rogério Coutinho. Considerando os trabalhos anteriores da emissora, a matéria desta vez tem muito mais a oferecer.

Capucci introduz:

“Como será que faz transações bancárias pela internet sem escorregar em erros de digitação ou cair nas mãos de hackers? Tem um jeito novo de fazer isso”.

A apresentadora simula colocar duas moedas físicas em um porquinho que representa um cofre virtual. “Em instantes elas se transformam numa sequência de números e algoritmos, ou seja, moedas digitais”.

Antes de o repórter Rogério Coutinho entrar em ação, ela antecipa que são muitas as dúvidas sobre o mercado de criptomoedas.

Dinheiro e Bitcoin

A reportagem começa apresentando as cédulas físicas de reais de diversos valores.

“Tá na mão, dá pra sentir, ver as cores, o tamanho, e saber o que dá pra comprar com esse dinheiro”, diz o repórter.

Ele continua:

“Agora, e se eu disser que uma nota dessa pode se transformar em uma sequência única de códigos, que não dá pra pegar na mão, que percorre pra lá e pra cá em transações por cabos, linhas de satélite, ondas de wifi, e que tudo é organizado por programa de computador? Eu ainda estou falando de dinheiro”, conclui.

Destaque para o bitcoin

Com o apoio do professor de Inovação e Empreendedorismo da PUC-RJ, Luis Felipe Carvalho, o repórter explica, resumidamente, o funcionamento do mercado de criptomoedas desde a sua criação.

O Bitcoin passa, então, a ser o protagonista da reportagem, que o chamou de “uma avanço, uma marco realizado por Satoshi Nakamoto”, frisando sua quantidade limitada de 21 milhões de unidades.

“A moeda digital tem valor e abre possibilidades que prometem transformar nossa relação com o dinheiro”.

Carvalho disse que é uma nova forma de dinheiro que está surgindo, mas que é importante dizer que ainda está muito no início.

O que está sendo discutido, na verdade, disse ele, são as formas de troca de valor entre as pessoas no meio digital.

A reportagem explica também a função da blockchain — o sistema de registro que dá transparência e segurança a qualquer transação em bitcoin.

No entanto, o professor comenta sobre a demora de uma confirmação. Segundo ele, qualquer operação demora pelo menos 10 minutos e isto seria um problema:

“Bitcoin não é nada prático para microtransações do dia a dia”.

Contudo, eles não abordaram sobre as taxas, que dependendo do valor, a confirmação pode acontecer em muito menos tempo.

Alertas sobre o mercado

A reportagem também alerta sobre golpes com criptomoedas, pois há muita gente se aproveitando da falta de conhecimento das pessoas sobre o novo mercado.

“Estudar mais sobre o assunto e cautela na hora de investir”, sugere.

Outro ponto que foi abordado, é que o novo mercado gera novas oportunidades de trabalho.

O professor acredita que o criptomercado é uma área bastante promissora e sugere que as pessoas estudem mais sobre o setor.

Ao final, a matéria sugere que o fim das cédulas físicas não deve estar muito longe de acontecer.

“Parece ser uma questão de tempo e adaptação para que as moedas digitais evoluem a ponto de acharmos que bolso vazio seja simplesmente uma agradável modernidade”.

Globo e bitcoin

A Rede Globo já abordou o tema das criptomoedas por várias vezes e em diversos programas da rede — sem contar a atividade habitual de Samy Dana na emissora, comentando sobre o mercado financeiro, onde também comenta sobre criptomoedas.

Mais recentemente, durante um jornal da GloboNews, ele disse “Se você tem estômago e estudo, o bitcoin pode ser uma aposta”.

Outras matérias foram com especialistas brasileiros. Em janeiro deste ano, Christiane Pelajo mostrou um pouco sobre a inovação tecnológica que surgiu junto com o bitcoin.

A emissora também abriu espaço para se fazer humor com bitcoin.

Em março, a criptomoeda foi abordada no programa ‘Tá no Ar: a TV na TV’ que exibiu uma esquete sobre o bitcoin através de uma propaganda de uma empresa fictícia chamada ‘Bitcoin do Fabinho’, personagem interpretado pelo ator Marcelo Adnet.


Compre criptomoedas na 3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!