Recuo no Preço do Bitcoin Diminui Lucro dos Mineradores

O preço do bitcoin está mais de 50% abaixo do seu topo histórico e pode estar interferindo nos planos de ambiciosos projetos de mineração que inundaram o mercado.

A equipe de ciência de dados da Fundstrat Global Advisors desenvolveu um modelo de mineração de bitcoin que determinou que o nível de preço atual para o BTC está abaixo do limite para criá-lo de forma lucrativa.

“Atualmente, o Bitcoin é negociado essencialmente no ponto de equilíbrio da mineração de um bitcoin, atualmente em US$ 8.038, com base em um modelo de mineração desenvolvido por nossa equipe de ciência de dados”, segundo Sam Doctor e Ken Xuan da Fundstrat.

É uma situação incomum que o custo da mineração substitua o do próprio ativo, afirma a Fundstrat, sugerindo que o múltiplo atual representa um “vale” e que agora não é a hora de vender. A propósito, o múltiplo BTC de hoje está revisitando os níveis de 2015 quando estava em um “mercado de baixa”, de acordo com a Fundstrat. Naquela época, o preço do bitcoin era de apenas US$ 176,50.

Modelo Fundstrat

O modelo da Fundstrat tem três vertentes, levando em conta as despesas com máquinas, energia e o custo das despesas gerais, como os sistemas de resfriamento que impedem o superaquecimento dos servidores durante o processo de mineração, que é intensivo em energia.

“Em alguns casos, os mineradores podem simplesmente desligar as máquinas até que o preço volte um pouco. Podemos chegar ao ponto em que alguns deles podem estar perdendo dinheiro”, observou Shone Anstey, do Blockchain Intelligence Group, citado em um artigo da CNBC.

Relatório Fundstrat, Fonte: CCN

Riscos e Recompensas

Quando o preço está em alta, a mineração de bitcoin compensa. A Bitmain, ano passado, gerou entre US$ 3 bilhões e US$ 4 bilhões em lucros. As pools de mineração vinculados a Bitmain e BTC.com controlam mais de 40% da mineração de bitcoin.

E de acordo com o relatório da Fundstrat, os upgrades de equipamentos compreendem mais de 50% dos custos de mineração. Enquanto isso, o estrategista quântico da Fundstrat Sam Doctor baseou o cálculo para chegar ao preço mínimo do BTC em parte nos custos de energia de US$ 0,06 por quilowatt/hora.

Outra estimativa do custo de mineração

Em uma outra pesquisa feita pela Elite Fixtures, foi obtido valores um pouco diferente e bastante variaveis dependendo de qual país a mineração fosse realizada. O cálculo leva em conta, principalmente, o custo médio da energia elétrica.

A Venezuela é o país com menor custo de mineração no mundo: US$ 531 para extrair um bitcoin. Na ponta oposta está a Coreia do Sul, onde o gasto atinge exorbitantes US$ 26.170. No Brasil, são gastos US$ 6.741, enquanto nos Estados Unidos, US$ 4.758 – o que permite lucros, levando-se em conta a cotação do mercado, em torno de US$ 9.300.

Mais detalhes podem ser lidos aqui: Quanto Custa Minerar um Bitcoin

 

BitcoinTrade

A primeira plataforma Brasileira que você pode comprar com segurança utilizando o seu Cartão de Crédito como forma de pagamento. Eles aceitam Visa e Mastercard. A BitcoinTrade ainda conta com certificação de segurança PCI Compliance, a única no Brasil. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br