Preço do Bitcoin Vai Colapsar, Diz Ex-Economista do FMI

O professor de Harvard e economista Kenneth Rogoff, que no passado argumentou por uma redução na quantidade de dinheiro físico, disse recentemente que o preço do bitcoin “entrará em colapso”, devido à contínua pressão regulatória dos governos.

Em seu texo, escrito para o The Guardian, Rogoff declarou:

O meu melhor palpite é que, a longo prazo, a tecnologia irá prosperar, mas que o preço do bitcoin entrará em colapso.

Depois de mencionar brevemente o aumento de 1,600% do bitcoin nos últimos 24 meses, Rogoff argumentou que o que acontecerá a partir daqui dependerá dos governos e de como eles reagem às criptomoedas. Por suas próprias palavras, uma outra moeda tecnologicamente superior poderia surgir facilmente, mas a liderança estabelecida pelo bitcoin se dá pela credibilidade, juntamente com o grande ecossistema de aplicativos construído em torno dele, e isso o mantém no topo.

Leia Também: Bitcoin Assusta os Governos, Diz John McAfee

No entanto, Rogoff argumentou que “é uma insensatez” pensar que a criptomoeda número um irá substituir a moeda dos governos, uma vez que os governos podem aceitar algumas pequenas transações com criptomoedas, mas não tomarão pagamentos anônimos de grande escala que o tornem mais difícil de cobrar impostos e rastrear atividades criminosas.

O economista acrescentou que é difícil ver o que impediria os bancos centrais de criar suas próprias moedas digitais e usar os regulamentos para transformar o mercado em seu favor até ganharem. Ele afirmou:

A longa história da moeda nos diz que o que o setor privado inova, o estado eventualmente regula e se apropria. Não tenho ideia de onde o preço do bitcoin vai passar nos próximos dois anos, mas não há motivo para esperar que uma moeda virtual evite um destino semelhante.

Como tal, de acordo com Rogoff, os governos poderiam contribuir para o declínio do valor do bitcoin. No entanto, ele reconhece que “com algumas melhorias” o bitcoin ainda pode vencer as taxas cobradas pelos bancos em cartões de crédito e débito.

Em seu texo, o economista menciona a aceitação pelo Japão do bitcoin, e que os Estados Unidos podem seguir o Japão na regulação. O Japão, de acordo com Rogoff, foi um “grande triunfo” do bitcoin.

Leia Também: Hackers Violam Amazon Cloud para Minerar Bitcoin