Poder de mineração do Ethereum é o menor em nove meses; Preço também cai

(Foto: Shutterstock)

O hashrate do Ethereum caiu para o seu nível mais baixo desde fevereiro, agora em 236 terahashes por segundo após ter alcançado 297 TH/s em agosto.

Até agosto, o hashate do ethereum só aumentava. O jogo virou e, desde então, caiu 20%.

Gráfico do Hashrate do Ethereum

A queda na mineração do ETH sugere que não está mais sendo viável economicamente minerar a criptomoeda. Ou seja, o custo para minerar 1 ETH é maior do que a recompensa.

Preço em queda

Acompanhando o hashrate, o preço do ETH também vem em forte queda atingindo US$ 153 e marcando a menor cotação desde maio de 2017.

A taxa de inflação do Ethereum permanece muito alta, em cerca de 7%, o que pode ser a principal razão pela qual caiu mais do que as outras moedas principais neste ano. O Bitcoin, por sua vez, tem uma taxa de inflação de cerca de 4%, que era o nível que a eth pretendia ganhar em novembro com o Metropolis, mas que agora será lançado em janeiro.

Com a queda, o ETH foi ultrapassado pelo XRP e agora é a terceira criptomoeda com maior valor de mercado.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br