Pagamentos Bancários Instantâneos Vão Acabar com a Farra do Bitcoin: Chefe do Banco Central Alemão

Jens Wiedmann, presidente do Banco Central da Alemanha, advertiu que as moedas digitais podempiorar as crises financeiras no futuro. Ele também afirmou, em sua opinião pessoal, que os “pagamentos instantâneos” colocariam o fim do interesse público em moedas digitais como o bitcoin.

O principal banqueiro central da Alemanha estava falando em Frankfurt hoje em um discurso predominantemente no programa de flexibilização quantitativa (QE) do Banco Central Europeu quando ele abordou o assunto das moedas digitais.

Pagamentos bancários instantâneos irão mitigar o Bitcoin?

Wiedmann, que é uma das figuras mais poderosas da economia européia e global, afirmou que a digitalização contínua das finanças, é, e continuará sendo o desafio mais importante enfrentado pelos bancos centrais.

Ele ofereceu uma solução para assumir tecnologias financeiras crescentes populares como bitcoin e outras moedas digitais.

Entre citações relatadas pelo Financial Times, ele afirmou:

Minha opinião pessoal sobre isso é que os bancos centrais devem se esforçar para tornar os sistemas de pagamento existentes mais eficientes e ainda mais rápidos do que já são – o pagamento instantâneo é a palavra-chave aqui. Estou bastante confiante de que isso reduza o interesse da maioria dos cidadãos em moedas digitais.

Moedas Digitais podem piorar crises financeiras

Wiedmann admitiu que os bancos centrais provavelmente criarão suas próprias moedas digitais oficiais no futuro. Um movimento em direção à digitalização que, de acordo com o banqueiro central, proporcionaria aos cidadãos a garantia de que seu dinheiro seria seguro. Ao fazê-lo, no entanto, Wiedmann afirmou que os bancos privados arriscariam corridas bancárias em tempos de crises futuras.

Uma corrida bancaria ocorre quando um grande número de clientes entram em pânico para fazer saques de instituições financeiras ao mesmo tempo. Na tentativa de salvar e guardar o seu dinheiro enquanto perderam a fé na instituição. A retirada em massa dos clientes poderia levar os bancos a perder liquidez e a lutar para fazer seus empréstimos, deixando-os insolventes.

Wiedmann disse:

Permitir que o público detenha créditos no banco central pode tornar seus ativos líquidos mais seguros, porque um banco central não pode se tornar insolvente. Esta é uma característica que se tornará relevante, especialmente em tempos de crise – quando haverá um forte incentivo para que os detentores de dinheiro mudem os depósitos bancários para a moeda digital oficial simplesmente com um botão. Mas o que pode ser uma benção para os poupadores em busca de segurança, pode ser uma desgraça para os bancos, pois isso faz com que um banco funcione potencialmente ainda mais fácil.

O banqueiro central é um conhecido crítico da digitalização provocada pelas tecnologias financeiras, questionando a promessa da FinTech de revolucionar os serviços e infraestruturas financeiras em março deste ano. No entanto, ele acrescentou que as tecnologias, como blockchain ‘poderiam’, ter o potencial de tornar os processos financeiros mais rápidos, baratos, mais eficientes e convenientes.

 

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!