Ouro atinge maior preço dos últimos 5 anos

(Foto: Shutterstock)

O preço do ouro se aproxima dos US$ 1.400 e registra a maior cotação dos últimos cinco anos.

De acordo com a Bloomberg, os investidores estão despejando dinheiro em fundos negociados em bolsa enquanto o dólar está enfraquecendo e o Banco Central dos EUA traça um caminho para cortar as taxas de juros.

Do outro lado do mundo, a China está em uma forte onda de compras para estocar reservas do metal precioso.

“Foi uma longa espera”, disse Mark O’Byrne, diretor de pesquisas da GoldCore Ltd à Bloomberg. “O ouro finalmente explodiu, quase atingimos US $ 1.400.”

Os contratos futuros de ouro para entrega em agosto subiram 3,6% na quinta-feira para o maior valor para um contrato ativo desde setembro de 2013.

Interferência dos Bancos Centrais

Embora o ouro tenha tido uma boa valorização em 2019, foram os comentários do Banco Central dos EUA na quarta-feira que desencadearam o pico mais recente.

Mesmo com o Banco Central deixando inalterada sua taxa básica, abandonou a referência a ser “paciente” com os custos dos empréstimos. Taxas mais baixas aumentam o apelo de ativos não remunerados como o ouro.

Outros bancos centrais em todo o mundo também estão adotando um tom mais brando, com o presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, dizendo no início desta semana que estímulos adicionais podem ser necessários se as perspectivas econômicas não melhorarem.

O ouro se juntou ao lado dos ativos de risco, ressaltando o impacto do choque da declaração do Fed e do dólar mais fraco. Embora um recuo seja possível quando o dólar se recuperar, ele provavelmente será curto e superficial. Analistas do Citigroup Inc. disseram que uma meta de preço do ouro de US$ 1.500 parece “razoável”.

Os investidores estão despejando dinheiro em ETFs lastreados em ouro novamente, após quatro meses de saídas. As participações monitoradas pela Bloomberg já registraram o maior aumento mensal desde janeiro.

Em outro sinal de alta para o ouro, os bancos centrais continuam comprando o metal à medida que os países diversificam seus ativos para fora do dólar americano. A China aumentou suas reservas pelo sexto mês consecutivo em maio.

Outros países também compraram – as compras do primeiro trimestre foram as mais altas em seis anos, com a Rússia e a China como os maiores compradores, segundo o World Gold Council.

O Bitcoin, que também é considerado um ativo “porto-seguro”, renovou sua máxima anual de 2019 e já é negociado acima dos US$ 10.000, registrando ganhos de 150% apenas nos últimos seis meses.


Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!