O que disseram as TVs e os sites que anunciaram a Investimento Bitcoin, acusada de pirâmide pela CVM

Site revela origem da Investimento Bitcoin, investigada pela CVM por fraude de pirâmide
Programa do Datena vem anunciando a empresa suspeita (Foto: Reprodução/Band)

Após a série de anúncios da Investimento Bitcoin veiculada em rede nacional, várias reclamações de pessoas que aplicaram na empresa começaram a aparecer. Investigada pela CVM por prática de pirâmide financeira, a empresa anunciou nas TVs Record, Band e SBT e em sites como IG e Terra.

Na quinta-feira (12) o Conar (Conselho Nacional Autorregulamentação Publicitária) recomendou a suspensão das propagandas da Investimento Bitcoin na mídia. 

Vale lembrar que muitas personalidades contribuíram diretamente para que empresa ficasse conhecida, como Rodrigo Faro (Record TV), José Luiz Datena (Band), entre outros, que por meio de seus programas divulgaram a empreitada.

Isso sugere que os anúncios veiculados nas TVs persuadiu pessoas a investirem na empresa. Um exemplo, é a reclamação de um cliente de Braço do Norte (SC) no Reclame Aqui.

“Por passar na TV achei que era uma empresa de confiança, então resolvi investir 100 dólares em bitcoin, fiz a transferência mas já faz 3 dias e meu saldo ainda não aparece o valor depositado”, escreveu

Na plataforma de reclamações, a empresa não responde ninguém a pelo menos 30 dias.

Uma outra pessoa contou que depositou 0,055 btc (cerca de R$ 2.200) mas seu saldo conta apenas com US$ 50, aproximadamente R$ 200. A maioria das queixas, contudo, são de depósitos realizados e não confirmados na plataforma.

“Não invistam nesse site!”, alertou outro cliente que diz ter visto o comercial também na emissora de Silvio Santos.

Investimento Bitcoin em sites e TV

A empresa investiu pesado. A série de peças publicitárias sugere que o negócio possui muito dinheiro para publicidade.

O Portal do Bitcoin entrou em contato com as emissoras e também com o site IG e Terra. No caso do IG, a plataforma tem até uma página inteira sobre a Investimento Bitcoin.

Contudo, questionamos todas as emissoras e sites de igual modo, sobre quando e como foi o contato com a Investimento Bitcoin, quantos anúncios foram ao ar, entre outras questões.

A assessoria do IG disse que por motivos contratuais eles não podem se manifestar. A resposta foi a seguinte:

“Infelizmente não consigo te ajudar em função da política contratual do iG. Assinamos NDA (Acordo de não divulgação) e temos compromisso com a confidencialidade das informações de  absolutamente todos os nossos parceiros, sejam eles clientes diretos, agências, consultorias e/ou redes de afiliação”. 

O Terra também não quis responder às perguntas. “Não vamos comentar”, disse a assessoria.

A Record e a Band também não responderam até a publicação da reportagem.

O que disse o SBT

De acordo com a assessoria do SBT, não há mais anúncios da Investimento Bitcoin a veicular na emissora e que todos que foram acertados foram para ao ar.

Questionado se na empresa havia alguma política para evitar anúncios de supostos golpes, a emissora respondeu:

“Sempre há uma pesquisa do CNPJ da empresa interessada em anunciar no SBT. Não recebemos nenhuma informação oficial de que a empresa estaria ou seria irregular”.

Site não é seguro

A plataforma da Investimento Bitcoin possui falhas graves na sua estrutura no que diz respeito à segurança do usuários, ou seja, não está preparado para lidar com capital. 

“Possui várias vulnerabilidades críticas que podem ser utilizadas no site inteiro quase”, disse um especialista em segurança que pediu para não ser identificado.

De acordo com ele, “o site possui uma estrutura muito simples e sem os devidos cuidados para evitar fraudes internas e externas”, além de estar com as ferramentas defasadas e desatualizadas, ou seja, um ambiente muito vulnerável.

Outro ponto que o especialista notou, é que a plataforma não possui monitoração contra hacks aleatórios, o que pode facilitar o roubo a fundos. Um dos problemas, por exemplo, é a não exigência de uma autenticação em dois fatores (2FA).

“Resetar a senha possui muitas vulnerabilidades que para o atacante ter êxito não é necessário muita complexidade computacional, apenas desabilitar as validações localmente e ficar brincando de tentativa e erro com o servidor”. 

Problemas na Investimento Bitcoin

A empresa promete ganhos de até de 2% ao dia sobre o capital investido, rentabilidade muito acima do normal, já que não há produtos financeiros no Brasil que garantam uma rentabilidade fixa como essa.

Assessoria de imprensa do Conar já havia confirmado que tinha um processo em andamento anúncios da empresa.

De acordo com a assessoria, o processo foi aberto para que fossem examinadas as rentabilidades oferecidas nos anúncios e em seguida solicitar uma defesa da empresa, trâmites que ocorreram até o desfecho de ontem.

O Conar é o órgão no Brasil que  recomenda a retirada do ar das peças publicitárias em caso de ilegalidades.

CPI das criptomoedas

De olho no movimento suspeito de empresas do mercado de criptomoedas que atuam no Brasil, a Comissão da Câmara aprovou no dia 11 de setembro uma audiência pública para discutir indícios de pirâmide financeira na Investimento Bitcoin e na Atlas Quantum.

O pedido foi do deputado Áureo Ribeiro (Solidariedade-RJ), autor do PL 2.303/2015 que trata sobre a regulação das criptomoedas no Brasil.

Ele também está colhendo assinaturas para a criação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dado os inúmeros golpes que vêm acontecendo no mercado.

Contudo, a próxima discussão vai levar em conta o que disse a CVM sobre a Investimento Bitcoin, que é o seguinte:

“A Comissão de Valores Mobiliários encontrou, a partir de investigação preliminar aberta em abril de 2019, “indícios de fraude na captação de recursos de terceiros, com características típicas de pirâmide financeira” nas operações da empresa Investimento Bitcoin”.

Já no caso da Atlas Quantum, os parlamentares e convidados vão discutir acerca da seguinte premissa: Oferta pública de contrato de investimento coletivo sem a autorização de órgão competente, no caso, da CVM.

A Atlas, contudo, tem defendido que a empresa oferecia aos clientes remuneração atrelada a negociação de criptoativos por meio de um algoritmo intitulado ‘Quantum’, o que foi visto pelo órgão como espécie de valor mobiliário na modalidade de Contrato de Investimento Coletivo.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!