O Ethereum tem mais valor intrínseco que o Bitcoin?

O Ethereum tem mais valor intrínseco que o Bitcoin?
(Foto: Shutterstock)

É comum ouvir que Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas não têm valor substantivo ou inerente.

Durante um evento blockchain do qual participei, o mestre de cerimônia perguntou por que as pessoas consideram que tokens de determinadas criptomoedas têm valor maior que seus concorrentes.

E, de maneira mais geral, ele perguntou de onde vem o valor dos ativos de criptomoeda.

Uma das respostas dadas foi que os tokens de criptomoeda podem ser comparados às religiões — cada pessoa tem uma fé com a qual concorda e adere.

Dessa forma, é como num concurso de popularidade quando se quer determinar os mais influentes (e mais valorizados).

O token, assim como a fé, considerado o mais popular será aquele com maior número de seguidores.

Esse tipo de raciocínio pode levar a conclusões equivocadas. Para que blockchain tenha valor intrínseco a longo prazo ela não pode ser vista como uma competição de popularidade.

É essa lógica que alimenta a crença de que as criptomoedas são uma bolha que pode estourar a qualquer momento, bem como fundamenta a opinião de que criptomoedas não têm valor intrínseco.

Embora eu concorde que a maior parte do valor intrínseco associado às criptomoedas atualmente esteja atrelado a uma dinâmica de hype — em que investidores aplicam seus fundos com a esperança de alto retorno — o valor intrínseco a longo prazo das criptomoedas que interromperá a classe de ativos existente é tudo, menos um concurso de popularidade.

Em vez disso, é um valor real com base em uma utilidade quantificável.

Valor intrínseco das criptomoedas

Por ora, o valor intrínseco das criptomoedas não pode ser comparado ao:

  • valor tangível associado ao Ouro;
  • capital próprio, avaliado com base no fluxo de caixa esperado;
  • Dinheiro Fiat, cujas taxas relativas são controladas pelas diferenças de taxa de juros entre os bancos centrais de diferentes países;

No entanto, elas, de fato, possuem valor real apoiado por uma utilidade quantificável. Neste artigo apresentarei o meu ponto de vista sobre a questão: o Ethereum tem mais valor intrínseco comparado ao Bitcoin?

Entendendo o valor intrínseco

Para responder à pergunta específica sobre se o Ethereum tem mais valor intrínseco que o Bitcoin, acredito que seja importante ter um histórico sobre o significado do termo valor intrínseco.

Em finanças, valor intrínseco é um conceito usado para descrever o valor percebido ou verdadeiro de um ativo. O ativo, nesse caso, pode ser um negócio, ações, mercadoria ou moeda.

É importante reconhecer que o valor intrínseco de um ativo não é semelhante ao seu preço atual de mercado, porque os ativos podem estar acima ou abaixo da valorização.

Como tal, o valor intrínseco de um ativo é sempre alcançado através de análises fundamentais.

Do ponto de vista da criptomoeda, este valor intrínseco pode ser descrito como o valor real dessa inovação, com base em uma percepção subjacente de seu verdadeiro valor, que combina toda a dinâmica do negócio, tangível e intangível.

Então, quais poderiam ser os fatores intangíveis e tangíveis? Eles compreendem aspectos como:

  • A demanda do mercado pelo produto ou comodidade;
  • A confiança e crença na equipe e sua capacidade de implementar a ideia;
  • A crença nos desenvolvedores e na qualidade do código;
  • O tamanho e suporte da comunidade;
  • O valor do suporte obtido por meio de colaborações e diferentes mecanismos de financiamento.

Como o Bitcoin e o Ethereum se comparam em termos de valor intrínseco

Bitcoin

A premissa básica do Bitcoin é a descentralização, um aspecto que permite que essa tecnologia permita o intercâmbio e o transferência de valor peer-to-peer (P2P) ao redor do mundo.

Ao longo de seus dez anos de existência, o Bitcoin demonstrou sua utilidade no mundo real, fornecendo um ecossistema de moedas seguro cujo valor é de US$ 100 bilhões.

Com isso em mente, o valor intrínseco do Bitcoin está conectado ao fato de que:

  • Seus recursos de segurança são testados e verificados, fornecendo suporte a um sistema multibilionário;
  • Ele fornece uma reconhecida tecnologia blockchain; 
  • É a opção de blockchain padrão mais utilizada quando se quer manter um investimento em forma de criptomoedas;
  • É uma inovação madura que foi impulsionada pelos desenvolvedores do mais alto nível;
  • As vias de interoperabilidade criadas entre o Bitcoin e plataformas de processamento de pagamentos tornaram possível o uso do Bitcoin no mundo real.

Ethereum

Por sua vez, o Ethereum é uma plataforma descentralizada que oferece suporte a aplicativos que operam como codificados, com zero chance de tempo de inatividade, mutabilidade, fraude ou interferência de terceiros.

O valor intrínseco da Ethereum está ligado ao fato de:

  • Oferecer soluções de software de nível comercial, porque executa contratos inteligentes
  • Fornecer uma reconhecida tecnologia blockchain 

Considerações finais

No momento, o Bitcoin tem um valor intrínseco maior comparado ao Ethereum, pois já é testado e comprovado.

A maioria dos utilitários Ethereum ainda está em fase de desenvolvimento, o que significa que ainda não foram comprovados.

No entanto, o desenvolvimento contínuo e independente de ambas fornece uma perspectiva positiva na busca pela amplificação da adoção de criptomoedas pelo mercado.

Sobre o autor

Fares Alkudmani é formado em Administração pela Universidade Tishreen, na Síria, com MBA pela Edinburgh Business School, da Escócia. Desde janeiro de 2019, atua na empresa de criptomoedas Changelly como gerente geral para a América Latina.

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!