Norueguês é assassinado a facadas após negociar bitcoin

(Foto: Pixabay)

Um norueguês foi assassinado a facadas pouco depois de negociar pessoalmente dinheiro por bitcoin. As autoridades acreditam que a negociação deu errada e os dois fatos podem estar relacionados. O crime aconteceu no bairro Majorstuen em Oslo, capital da Noruega.

De acordo com o site local TV2, a morte do rapaz de apenas 24 anos foi causada por vários golpes de faca na manhã de segunda-feira (15) em seu próprio apartamento. Uma quantidade de dinheiro permaneceu no lugar do crime, segundo a polícia.

O primeiro a presenciar o crime e procurar ajuda foi seu companheiro de quarto. A polícia disse que já possui a informação de que há pessoas no círculo de amigos da vítima que sabem de seus negócios em criptomoedas, mas não deram mais detalhes, diz a reportagem.

“Estamos sabendo dos negócios de Bitcoin, mas neste momento não daremos detalhes da investigação, porém motivos econômicos são sempre uma área primária de interesse para os agentes”, disse o chefe de polícia de Oslo, Grete LIen Metlid, ao TV2.

Segundo o site, até o momento a polícia não prendeu nenhum suspeito, mas ouviu muitas testemunhas. Peritos forenses conduziram uma investigação no apartamento da vítima na noite desta quarta-feira (17), diz a reportagem.

De acordo com a reportagem, o advogado da família, Peder Morset, disse que os parentes da vítima estão muito abalados e não querem comentar o caso.

“Eles estão acabados. Perderam um filho, um homem precioso”, relatou Morset à TV2.

Suicídio após roubo na Rússia

Em abril deste ano, Pavel Nyashin, um blogueiro e consultor de Bitcoin de 23 anos que morava em São Petersburgo, na Rússia, foi encontrado morto em seu apartamento no distrito de Leningrad.

Na ocasião, a polícia não encontrou evidências de mais pessoas envolvidas em sua morte e a tratou como suicídio.

O corpo foi encontrado com uma corda no pescoço. A mãe da vítima disse à polícia que ele estava depressivo e endividado devido ao roubo em seu apartamento no início do ano.

Nyashin postava vídeos na internet mostrando pilhas de dinheiro. Ele se gabava do seu sucesso fazendo negociações com bitcoins em seu canal ‘Kryptach’ no Youtube.

Isto pode ter sido a chave para seduzir os bandidos a praticar o crime, visto que o blogueiro cometeu um erro e deixou vazar seu endereço.

Em janeiro, assaltantes invadiram sua residência e roubaram cerca US$ 400 mil além de espancá-lo e deixá-lo gravemente ferido.

Amigo da onça

Em meados do mês passado, um americano foi condenado por sequestrar seu amigo e roubar US$ 1,8 milhão em ethereum.

O crime aconteceu em 4 de novembro de 2017, mas o relatório da investigação só terminou quando as autoridades identificaram, em junho, três indivíduos que participaram do sequestro, além do mentor do crime, Louis Meza, réu confesso.

Meza havia encontrado o amigo num bar para beberem. Ao final ele simulou pedir um Uber. O carro era dirigido por um comparsa que sacou uma arma e levaram eles para o apartamento da vítima.

Meza e seu comparsa pegaram um disco rígido portátil que continha cerca de US$ 1,8 milhão em ethereum, segundo valores da época.


Procurando o melhor lugar para fazer seus trades?

A Huobi, exchange líder em ativos digitais, chegou ao Brasil! Crie sua conta em menos de 1 minuto. Plataforma em português, mais de 150 altcoins, taxa de apenas 0,20%, liquidez e muita segurança, acesse: https://www.huobi.com/

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!