Nobel de Economia, Paul Krugman recua e diz que Bitcoin pode ser mais útil que o ouro

Krugman é um tradicional crítico do Bitcoin (Foto: Ed Ritger/Flickr)

Paul Krugman, economista americano vencedor do Nobel de Economia de 2008, deu sinais de menos ceticismo sobre criptomoedas e Bitcoin.

Na semana passada, durante a conferência ChainXChange em Las Vegas (EUA), Krugman admitiu que há alguma chance para o Bitcoin ser valioso no futuro e que ele poderia ter mais utilidade que o ouro, visto que este está “morto”. Palestra não está online, mas teve cobertura do site Nulltx

Krugman permanece cético, mas pela primeira deu uma trégua no tom das críticas. Há que a cerca de 20 dias ele disse que os criptoativos estariam fazendo o sistema monetário retroceder 300 anos.

Participaram também da conferência várias personalidades do setor de investimentos financeiros, como Steve Wozniak, cofundador da Apple e Tom Lee do Fundstrat Global Advisors.

Durante o debate, que aconteceu no Mandalay Bay Resort, Krugman também dissertou sobre o comentário de outro economista americano, Robert Shiller, contemplado em 2013 no Prêmio de Ciências Econômicas em Memória de Alfred Nobel.

Shiller havia dito no início do ano à CNBC que o Bitcoin poderia durar 100 anos, mas que entraria em colapso total. Sobre isso, Krugman disse que ainda só se podia entender a metade do caminho [que o Bitcoin irá percorrer].

Na ocasião, Shiller havia comparado as criptomoedas com a ‘Febre das Tulipas’ que aconteceu na Holanda no início dos anos 1600 e se tornou uma bolha especulativa com final trágico para muitos investidores.

Sobre sua fala recente de que o Bitcoin é um retrocesso de 300 anos no sistema monetário, Krugman reiterou sua opinião:

“Que problema ele [o Bitcoin] resolve? Estamos usando este algoritmo inteligente para trazer a economia monetária de volta ao século XVII. O sistema monetário que temos funciona muito bem”.

Em 2013, Krugman já questionava o que significava colocar valor no Bitcoin. Um artigo sobre o tema, intitulado ‘Bitcoin é mal’, foi publicado no The New York Times em dezembro daquele ano.

“Colocar um teto sobre o valor do ouro é a tecnologia de mineração, e a perspectiva de que, se seu preço ficar fora de controle por muito tempo, muito mais será criado. Colocar um teto sobre o valor do dólar é o papel do Fed como fonte real do dólar, e seu compromisso de não permitir que a deflação aconteça. Colocar um teto no valor do Bitcoin é a tecnologia de computador [mineração] e a forma da função hash até que o limite de 21 milhões de bitcoins seja atingido. Colocar um piso no valor dos bitcoins é o que, exatamente?”, indagou, na ocasião, o economista.


Compre Bitcoin no Celular

A BitcoinTrade é a melhor plataforma para operar criptomoedas do Brasil.
Compre Bitcoin, Ethereum e Litecoin com segurança e liquidez, diretamente pelo app.
Baixe agora e aproveite, acesse: www.bitcointrade.com.br