Mastercard tem uma Nova Patente que Poderia Permitir Transações de Bitcoin em Cartões de Crédito

A gigante dos cartões de crédito, Mastercard, teve mais um pedido de registro de patente, o ‘Sistema de ligação de ativos baseados em blockchain a contas em moeda fiat’, homologado pelo Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos (USPTO) na terça-feira (17), de acordo com informações atualizadas no banco de dados da agência.

No resumo do documento, consta que o sistema vai gerenciar ‘reservas fracionárias no blockchain’, o que permitiria, segundo a CNBC, transações de Bitcoin em cartões de crédito, um meio de pagamento certamente muito esperado pelos consumidores entusiastas das criptomoedas.

O usuário de cartão de crédito teria, então, duas contas vinculadas ao seu banco — uma para seu saldo em dinheiro e outra para criptomoedas.

Embora os detalhes ainda não estejam claros, caso o novo sistema seja lançado no mercado, poderá acelerar as transações no blockchain, permitindo que as pessoas paguem instantaneamente com seu cartão de crédito usando frações de sua criptomoeda.

Uma das justificativas da Mastercard  para o registro da patente é de que aumentou o uso de ‘moedas blockchain’ [criptomoedas] por consumidores que “valorizam o anonimato e a segurança”.

No momento, os titulares da Mastercard só podem pagar por coisas que o governo tenha declarado como ‘moeda legal’, disse Seth Eisen, vice-presidente sênior de comunicações da Mastercard.

No entanto, o documento diz que há desvantagens em usar moeda digital, observando que há uma necessidade de melhorar a capacidade de armazenamento e processamento de tais transações, mas ressalta que o sistema fornece muita segurança.

Sobre a limitação do blockchain, o documento deixa claro que “transações com moedas digitais demoram mais”, cerca de 10 minutos para transações blockchain contra frações de segundos nos pagamentos tradicionais.

E como resultado disso, tanto os consumidores quanto os comerciantes têm que esperar uma “quantidade significativa de tempo” para que essas transações digitais sejam efetivadas, ou “confiar na boa-fé do pagador.

Ainda é citada uma desvantagem para aqueles que aceitarem o anonimato no blockchain — mas isso vai depender mais do comportamento que quem as aceita, que é a cautela.

“Comerciantes, varejistas, provedores de serviços e outros fornecedores de bens e serviços devem ser cautelosos ao aceitar ‘moedas blockchain’ [criptomoedas] para produtos e participar de transações no blockchain”, concluiu o documento.

“Estamos constantemente buscando inovações para valorizar ainda mais a instituição e também nossos clientes. Os pedidos de patente fazem parte desse processo, tomando medidas para proteger o propriedade intelectual da empresa, independentemente de a ideia chegar ou não ao mercado”, disse Eisen, via e-mail à CNBC.

Segunda Patente Registrada nos últimos 20 dias

No final do mês passado empresa também teve seu pedido de registro de patente das ‘transações anônimas em blockchain’ homologado pelo USPTO. O registro foi descrito como “Método e Sistema para Transação Anônima Coordenada por Blockchain”.


BitcoinTrade

A BitcoinTrade é a melhor solução para compra e venda de criptomoedas.
Negocie Bitcoin, Ethereum e Litecoin com total segurança e liquidez.
Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android:
https://www.bitcointrade.com.br/

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!