Maior mineradora de Bitcoin do mundo desiste de IPO na Bolsa de Hong Kong

(Foto: Shutterstock)

A Bitmain desistiu dos planos de abrir capital na Bolsa de Valores de Hong Kong (HKEX). A empresa, que é uma das maiores mineradoras de bitcoin do mundo e gigante na fabricação de produtos no setor, estava com um pedido de Oferta Pública Inicial (IPO) agendado na organização.

O anúncio de desistência da listagem foi feito por meio de um comunicado no blog da companhia nesta terça-feira (26). Nele, a Bitmain cita a expiração do pedido que foi entregue em setembro do ano passado.

“O pedido de listagem da Bitmain para a HKex em setembro de 2018 atingiu sua data de expiração de 6 meses. Voltaremos com o pedido em um momento apropriado no futuro”, diz a nota.

A empresa disse que reconhece o enorme potencial das criptomoedas e da tecnologia blockchain. Considerou, também, que a criptoeconomia é jovem, mas tem provado o seu valor.

“Esperamos que as autoridades reguladoras, a mídia e o público em geral possam ser mais inclusivos nesse jovem mercado”.

Bitmain vai focar em inovações

Segundo o comunicado, a Bitmain passa agora a focar mais em inovações pensando em servir melhor seus clientes e citou mudanças significativas na empresa.

Algumas delas foram as divisões comerciais, as fazendas de mineração e as inovações nas linhas de chips e novos equipamentos para o setor.

Conforme publicou, tudo isso ajudou a garantir o sucesso nos negócios e a garantia de compromisso com os clientes, conceituando a empresa mais robusta e competitiva.

“A busca do crescimento tem sido uma parte importante de nossa jornada. Isso nos permitiu inovar e sistematizar mais rapidamente, otimizando nossos negócios como parte da nossa missão”.

Empresa diz que ficou mais transparente

Como parte do processo de listagem em bolsa, a Bitmain teve que tornar públicas suas demonstrações financeiras. Com isso, a empresa acredita que se tornou mais transparente e padronizada.

Citou mercado em baixa, sem detalhar

A empresa citou a grande reviravolta que o criptomercado presenciou no ano de 2018 após a grande valorização que teve em 2017.

No entanto, não entrou em detalhes sobre o que aquilo acarretou de prejuízos na instituição. Apenas disse que aquele momento trouxe desafios e oportunidades.

200.000 Antminers em ação

No início desta semana, surgiu a notícia de que a Bitmain supostamente vai investir cerca de R$ 300 milhões em equipamentos de mineração de criptomoedas.

O principal motivo da empreitada é que a empresa está de olho nos baixos custos de eletricidade que chegam com verão chinês, resultantes do excesso de energia hidrelétrica.

O investimento será colocar em atividade 200.000 antminers. Estima-se que o custo será entre US$ 80 milhões a US$ 100 milhões, o que dá aproximadamente R$ 300 milhões.

Isso, considerando o preço de varejo das Antminers S9j e S11 por US$ 400 e US$ 500, respectivamente.


3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!