Justiça do Rio Grande do Norte investe em curso sobre blockchain

(Foto: Shutterstock)

A Escola de Magistratura Federal do Rio Grande do Norte (ESMAFE) publicou, na última quarta-feira (15), a lista dos inscritos selecionados que farão parte do Grupo de Extensão em Inteligência Artificial e Blockchain. Os cursos são a distância e buscam aumentar os conhecimentos de profissionais do Direito em relação às tecnologias nos campos jurídicos e sociais.

Os detalhes sobre o Grupo de Extensão em Blockchain foram divulgados em agosto de 2018 na Portaria nº 07/18 da instituição. O Grupo de extensão busca “apoiar a compreensão das mudanças econômicas culturais e sociais, e impactos éticos e jurídicos introduzidos pelo rápido desenvolvimento da tecnologia”.

Segundo o edital, o curso consistirá em 12 encontros de 2 horas cada, totalizando uma carga horária de 24 horas, que se extenderão durante 13 meses. O programa deve começar em 8 de novembro e será coordenado por Amanda Lima, vice-presidente da Comissão de Direito das Inovações e Startups da OAB/RN.

Amanda disse em entrevista com o Portal do Bitcoin que é é advogada do ramo empresarial e direito das inovações. Ela presta consultoria para regras de negócios com blockchain e criptomoedas. É também professora do INSPER e CESUSC e escreve artigos relacionados a criptoativos e blockchain. Ela falou sobre o crescimento de sua relevância na área:

Como escrevo há um ano e oito meses sobre blockchain, começaram a me contactar para fazer palestras e começar a contar sobre o assunto. Como é uma inovação, muitas coisas temos que buscar do zero, pegando o que há na tecnologia e no Direito para interpretar como será a aplicação da legislação local.

Foram disponibilizadas 30 vagas para os cursos sobre blockchain e tecnologia artificial, 15 para cada um. Os selecionados passaram por processo seletivo em que tiveram que demonstrar interesse de aplicar as tecnologias nas regiões Norte e Nordeste do país, desenvoltura para produção bibliográfica e profissional e comunicabilidade em inglês.

O projeto é focado em estudantes do Norte e Nordeste, buscando combater a difícil inserção de profissionais do Direito nessas regiões. A iniciativa é completamente gratuita e voluntária.

A ESMAFE foi fundada em 2004 e oferece cursos presenciais e a distância sobre diversas áreas jurídicas. A instituição tem por objetivo fomentar o intercâmbio entre profissionais e estudantes do direito, além de realizar eventos abertos ao público sobre questões relacionadas ao Poder Judiciário.


Procurando o melhor lugar para fazer seus trades?

A Huobi, exchange líder em ativos digitais, chegou ao Brasil! Crie sua conta em menos de 1 minuto. Plataforma em português, mais de 150 altcoins, taxa de apenas 0,20%, liquidez e muita segurança, acesse: https://www.huobi.com/

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!