Japão Pode Colocar Todos os Registros de Propriedade na Blockchain

O governo japonês está planejando unificar todos os registros de propriedades e terrenos em áreas urbanas, agrícolas e florestadas em um único livro razão gerado pela tecnologia blockchain.

De acordo com um relatório na publicação financeira local, Nikkei, o Japão está buscando consolidar dados de todos os bancos de dados imobiliários do governo em um registro de dados visível.

Leia Também: Gigantes do Setor Bancário Começam a Usar Blockchain

Dados dispersos

Atualmente, os municípios locais, bem como os ministérios da Justiça e da Terra, mantêm seus próprios registros de propriedade, o primeiro por motivos de tributação. As empresas imobiliárias supervisionam suas próprias bases de dados, enquanto grandes extensões de terras agrícolas e áreas florestais também vêem registros separados, de acordo com o relatório. O Ministério da Justiça do Japão estima cerca de 230 milhões de terrenos e 50 milhões de edifícios estão registrados em todo o país.

Todos os dados, incluindo detalhes colaterais e preços de venda de imóveis, poderiam ser adicionados em breve a uma blockchain.

Leia Também: Pesquisa Mostra que Bitcoin Tem Muito Espaço para Crescer Entre Investidores de Varejo

Por que é necessário

Além da grande disparidade entre os registros, o registro tradicional de papel simplesmente não é atualizado o suficiente para refletir as pessoas que usam a propriedade. Uma pesquisa do Ministério da Justiça revela que 6,6% dos registros dos proprietários urbanos e 26,6% nas cidades pequenas e médias, bem como em terrenos montanhosos, não mudaram a 50 anos.

Além disso, uma plataforma na blockchain também habilitará a referência cruzada de dados. Como o Nikkei escreve, “se uma parcela da propriedade é terra cultivada, o usuário é registrado em um registro de terras agrícolas. Combinar isso com dados de nível local tornará mais fácil dizer quem é responsável por terras ou edifícios vazios “.

Uma referência cruzada manual de terras agrícolas e registros residenciais em 2016 descobriu que 20% dos dados da terra agrícola não foram atualizados após a morte do proprietário original, em que a propriedade não passou a ser herdada.

Leia Também: Maior Agência de Viagens do Japão Levará o Bitcoin para 1400 Hotéis

Os Benefícios

A blockchain verá vários participantes e também estará disponível para o setor privado, com medidas de privacidade. O objetivo é melhorar a eficiência das transações imobiliárias, além de auxiliar a venda e o redesenvolvimento de um número crescente de propriedades vazias no Japão.

O registro na blockchain também beneficiará as discussões com os proprietários de terras em direção ao redesenvolvimento, bem como projetos de obras públicas na vizinhança da propriedade. Os esforços de preparação e recuperação de desastres também serão impulsionados.

Teste em 2018

O novo registro na blockchain será testado em cidades selecionadas em 2018. Se isso for bem sucedido, o governo japonês olhará para um lançamento nacional nos próximos cinco anos.

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!