Investidores já perderam US$ 3,1 bilhões de empresas de criptomoedas que sumiram do mapa em 2019

Foto: Shutterstock

Ladrões e golpistas roubaram mais de US$ 4,26 bilhões de exchanges de criptomoedas, investidores e usuários em todo o mundo no primeiro semestre de 2019, de acordo com um novo relatório da CipherTrace.

Do total, US$ 3,1 bilhões são referentes a “exit scams”, que é quando a empresa some do mapa com o dinheiro dos clientes sem dar nenhuma satisfação.

O maior exit scam do semestre foi feito pela empresa sul coreana Plus Token app, que sumiu com US$ 2,9 bilhões de investidores. A polícia chinesa prendeu seis cidadãos chineses em Vanuatu como os supostos ladrões.

Entre os principais casos de roubo do ano estão o da Binance, que foi hackeada em 7.000 BTC, equivalente a US$ 44 milhões na época, e roubos feitos pelo governo Norte Coreano, que podem chegar a US$ 571 milhões, e que são usados para burlar sanções econômicas.

Como as estimativas de preço usadas pela CipherTrace são definidas no momento em que o roubo é feito, as avaliações atuais seriam muito mais altas, dado que o Bitcoin teve uma forte alta durante o ano de 2019.

Compondo a lista, também está o caso da QuadrigaCX, onde o dono supostamente morreu e ele era o único que tinha acesso às chaves privadas das carteiras de criptomoedas, deixando os investidores com prejuízos de mais de US$ 195 milhões.

O relatório também comenta sobre as novas regras de declaração da Receita Federal brasileira, que exige que as corretoras relatem as movimentações dos clientes em criptomoedas.


 Compre criptomoedas na 3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!