IBM e Carrefour firmam parceria para rastrear produtos por Blockchain

(Foto: Carrefour)

Após um ano e meio de testes na plataforma IBM Food Trust, a empresa de tecnologia anunciou a parceria com a gigante varejista Carrefour que vai aplicar definitivamente a tecnologia blockchain na cadeia de fornecimento de alimentos.

A rede em nuvem da IBM é a primeira a conectar produtores, processadores, distribuidores e varejistas por meio de um registro de dados permanente e compartilhado em um sistema de distribuição alimentar, diz a plataforma.

De acordo com a empresa, durante o período de testes milhões de produtos alimentícios foram rastreados por varejistas e fornecedores, o que contribuiu para a efetivação do processo de construção de uma cadeia de fornecimento de alimentos mais inteligente, segura e sustentável.

“Ser um membro fundador da IBM Food Trust é uma grande oportunidade para o Carrefour acelerar e ampliar a integração da tecnologia blockchain a seus produtos e assim fornecer a clientes rastreabilidade segura e inquestionável”, disse Laurent Vallée, secretário geral do Carrefour.

Bridget van Kralingen, vice-presidente sênior da IBM Global disse que o mais importante hoje é a transparência e que ela só acontece quando há uma responsabilidade partilhada.

Ela acrescentou:

“Essa abordagem colaborativa mostra como o blockchain pode fortalecer a transparência e impulsionar melhorias significativas para rastreabilidade de alimentos. Em última análise, proporciona benefícios de negócios para os participantes e um produto melhor e mais seguro para os consumidores”.

A empresa não hesitou em destacar o quão grande é o grupo francês Carrefour, que possui mais de 12 mil estabelecimentos em 33 países.

Ela também indicou que a implantação total em todos os produtos da rede francesa deve acontecer até 2022.

O IBM Food Trust é uma solução executada na nuvem da IBM. A base da tecnologia depende do Hyperledger Fabric, uma estrutura blockchain de código aberto hospedada pela Linux Foundation.

Ela também é compatível com o padrão GS1 (suporte de dados para logística, um tipo de código de barras linear alfanumérico) usado por grande parte da indústria de alimentos para garantir a interoperabilidade dos sistemas de rastreabilidade.

Emmanuel Delerm, diretor do programa blockchain do Carrefour disse que para a empresa todo esse processo é uma questão de bom senso para o consumidor e que o foco é todo nele, relatou a Coindesk.

A gigante varejista não é a primeira a adotar a plataforma da IBM Food Trust, é apenas a mais recente, segundo a Coindesk. Dentre as empresas que já têm acordo com a plataforma estão Nestlé, Dole Food, Tyson Foods, Kroger, Unilever e a  gigante americana Walmart.


Procurando o melhor lugar para fazer seus trades?

A Huobi, exchange líder em ativos digitais, chegou ao Brasil! Crie sua conta em menos de 1 minuto. Plataforma em português, mais de 150 altcoins, taxa de apenas 0,20%, liquidez e muita segurança, acesse: https://www.huobi.com/