Hackers Violam Amazon Cloud para Minerar Bitcoin

Um relatório do grupo de inteligência de segurança RedLock encontrou pelo menos duas empresas que tinham seus serviços da nuvem da Amazon Web Services (AWS) comprometidos por hackers que não queriam mais do que usar o computador para minerar bitcoin. Os hackers finalmente conseguiram acessar os servidores de nuvem da Amazon depois de descobrirem que seus consoles de administração não eram protegidos por senha.

“Após uma análise mais profunda, a equipe descobriu que os hackers estavam executando um comando de mineração bitcoin de um dos Kubernetes containers”, lê o relatório da RedLock. A Kubernetes é uma tecnologia open-source criada pelo Google que facilita a criação de aplicativos para a nuvem.

“A instância efetivamente foi transformada em um robô parasita que estava realizando atividades nefastas na internet”, diz o relatório.

As empresas impactadas foram Aviva e Gemalto, ambas empresas multinacionais multi bilionárias. Elas foram notificados pela RedLock sobre os problemas.

Os hackers são conhecidos por se invadirem servidores corporativos para roubar dados, que normalmente vendem por dinheiro. Mas a mineração bitcoin é uma coisa diferente. Esses hackers basicamente estão apenas roubando espaço caro no armazenamento corporativo na nuvem.

Amazon, Aviva e Gemalto ainda não se pronunciaram sobre o assunto.

Leia Também: Amazon Vai Aceitar Bitcoin? Por Enquanto Não