Guerra comercial entre EUA e China é responsável pela alta do Bitcoin, diz CEO do DCG

(Foto: Shutterstock)

O CEO de uma empresa de criptomoedas sugeriu que o recente aumento no preço do Bitcoin (BTC) poderia estar ligado à guerra comercial entre China e Estados Unidos, informou a Fortune em 20 de maio.

Em entrevista, o fundador do Digital Currency Group, Barry Silbert, observou como a aceleração do BTC coincidiu com a ruptura das negociações entre Pequim e Washington.

Silbert disse que o Bitcoin está provando ser um ativo seguro para os investidores em momentos de crise na economia global – e citou outros exemplos onde o valor do BTC subiu à medida que os mercados acionários tradicionais operavam em queda. Silbert acrescentou:

“Se você observar os últimos cinco anos – quando aconteceu o Brexit, o Bitcoin subiu. Quando Grexit aconteceu, o Bitcoin subiu.

No entanto, dada a volatilidade que os mercados de criptomoeodas experimentaram nos últimos dois anos, o executivo reconheceu que haveria casos em que os preços do BTC foram afetados por causa de eventos macroeconômicos.

A guerra comercial entre EUA e China fez com que as duas superpotências entrassem num fogo cruzado em tarifações nos produtos de cada um, tornando os bens cotidianos mais caros para os consumidores.

No início de maio, uma das subsidiárias do Digital Currency Group, a Grayscale Investments, lançou uma campanha publicitária pedindo aos investidores que deixassem o ouro e adotassem o Bitcoin.

*Conteúdo disponibilizado por parceria entre Portal do Bitcoin e Cointelegraph


Compre Bitcoin na Coinext

Baixe agora o aplicativo (Android e iOS) da corretora de criptomoedas mais avançada do Brasil. A mesma segurança e agilidade, em qualquer lugar, acesse: https://coinext.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!