Governo brasileiro pode liberar R$ 43 milhões para projetos Blockchain e IoT

Governo brasileiro pode liberar R$ 43 milhões para projetos Blockchain e IoT
Imagem: Shutterstock

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), por meio do Conselho Gestor do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (FUNTTEL), aprovou um investimento de até R$ 43 milhões projetos de blockchain e IoT.

De acordo com a publicação no Diário Oficial da União na terça-feira (09), o recurso faz parte do Plano de Aplicação de Recursos (PAR) de 2019 a 2021 da Fundação CPqD (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento).

Com sede em Campinas (SP), o CPqD é um dos maiores centros de pesquisa e desenvolvimento em telecomunicações e TI da América Latina.

A instituição possui projetos em fases de desenvolvimento na área e Blockchain e Internet das Coisas (IoT), como, por exemplo, o ‘BlockIoT’, uma solução de identidade digital de pessoas e coisas, iniciado com o apoio do FUNTTEL .

Blockchain e DLT

Um dos objetivos do projeto IoT-Blockchain Fase 2 é o desenvolvimento de componentes para uma ou mais plataformas computacionais de código aberto para implementar aplicações seguras baseadas em distributed ledger technology (DLT).

Contudo, “o foco é a prestação de serviços digitais em IoT”, disse a assessoria de imprensa do CPqD ao Portal do Bitcoin.

Já o projeto ‘Plataforma IoT’ visa desenvolver e demonstrar tecnologias destinadas a aplicações do tipo Cidades Inteligentes, com foco em Segurança Pública, Mobilidade Urbana e Saúde Pública.

Sobre o projeto Teranet, o objetivo é o desenvolvimento de inovações no Processamento de sinais para implementação em circuitos integrados, dispositivos em fotônica integrada, transceptores ópticos, transmissão óptica e interconexão de data centers.

Liberação depende do orçamento

Contudo, a liberação dos valores previstos no artigo está condicionada à aprovação das Leis Orçamentárias Anuais dos exercícios correspondentes, diz o documento assinado pelo presidente do Conselho Gestor, Vitor Elisio Góes de Oliveira Menezes.

Sobre o Teranet (Fase 2) e o IoT-Blockchain (Fase 2), o ofício diz que antes da contratação dos projetos pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), que deve observar todas as orientações previstas na Resolução, deve-se aguardar a aprovação pelo Conselho Gestor do Funttel.

De acordo com o ofício, liberados os recursos, eles devem ser aplicados nos projetos da seguinte forma:

Plataforma IoT — R$ 10.000.000,00, R$ 7.700.000,00 e 3.483.906,00, respectivamente para os anos 2019, 2020 e 2021;

Teranet (Fase 2) — R$ 3.500.000,00, R$ 5.526.000,00 e R$ 4.800.000,00 (2019, 2020 e 2021, respectivamente);

IoT-Blockchain (Fase 2) — R$ 3.000.000,00, R$ 2.301.503,00 e R$ 472.211,00, também para os próximos três anos.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!