Golpe do Falso Sequestro usa Bitcoin e Ameaça Cachorrinho

Happy, da raça basset, estava desaparecido desde o dia 20 (Foto: Reprodução)

Patricia Howell, moradora da cidade de Youngsville, na Carolina do Norte, Estados Unidos (EUA) quase foi vítima de um golpe por telefone. Segundo a rede Cbs17, uma pessoa pediu resgate de US$ 600 em bitcoin para liberar seu cão que estava sumido desde o dia 20 de maio.

O golpista ameaçou vender ou matar Happy, um cãozinho da raça basset, caso Howell não lhe transferisse os bitcoins. O que o criminoso não sabia era que o bichinho de estimação já se encontrava em casa e seguro.

Após o desaparecimento de Happy, Howell postou o número do seu telefone e detalhes de seu pet em redes sociais, como Facebook, e também num site chamado Pawboost, especializado em disseminar informações de animais desaparecidos.

Howell disse que nunca imaginou que alguém iria usá-los para exigir resgate pelo seu cão perdido.

O criminoso, então, usou essas informações para aplicar um golpe. Como o pagamento de resgate foi pedido em bitcoin – uma transação financeira descentralizada e muito difícil de descobrir quem paga e quem recebe, o bandido acreditava ser o golpe perfeito.

O golpista disse ao telefone que enviaria o endereço de uma carteira de bitcoin via mensagem de texto para que a Howell fizesse a transferência.

O ocorrência foi registrada no departamento de polícia do Condado de Granville. Ao conhecer os fatos, o xerife e sua equipe disseram que essa era a primeira vez que o escritório lidava com esse tipo caso, mas que já tinha ouvido falar de casos semelhantes em outros países.

O equipe do xerife tentou rastrear a chamada do criminoso, mas relatou que o telefone usado pelo bandido infelizmente não pode ser rastreado.

Howell disse que os criminosos “precisam encontrar uma maneira melhor de ganhar dinheiro”.

Sequestro e Bitcoin

O estudante sul-africano Katlego Marite, de 13 anos, foi sequestrado por uma quadrilha na província de Mpumalanga, África do Sul, no último domingo (20). De acordo com a polícia, os sequestradores exigiam R$ 450 mil em bitcoin.

Recentemente um pastor de 34 anos da Assembleia de Deus Missão, em São José dos Campos, no interior de São Paulo, simulou o próprio sequestro e pediu à família para pagar o resgate de 3 bitcoins.

Em dezembro do ano passado, sequestradores garfaram US$ 1 milhão em bitcoins  em troca da vida de Pavel Lerner, um especialista em blockchain e executivo de uma bolsa de criptomoedas sediada no Reino Unido. Como desfecho, o resgate foi pago e Lerner foi libertado pelos sequestradores ucranianos.

 

BitcoinTrade

Comprar e vender Bitcoin e Ethereum ficou muito mais fácil. A BitcoinTrade é a plataforma mais segura e rápida do Brasil. Além disso, é a única com a certificação de segurança PCI Compliance. Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android: https://www.bitcointrade.com.br/

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!