FX Trading trava saques e limita ganhos de investidores após suspensão no Brasil pela CVM

FX Trading cai e usuários migram para XtradeChain em nova promessa de ganho fácil

A FX Trading Corporation, que foi proibida pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de atuar no mercado brasileiro, comunicou várias mudanças nas regras de seu modelo de negócio. Segundo o comunicado, os saques que eram diários agora só poderão ser feitos uma vez por mês.

Tais mudanças podem dar mais reflexão a investidores sobre os alertas já externados pela autoridade brasileira e pela autoridade espanhola, que também proibiu a atuação da empresa no país em janeiro deste ano.

Não há uma empresa sequer no Brasil ou na Espanha autorizada a trabalhar nesse segmento e, de acordo com a CVM, qualquer oferta feita no Brasil é ilegal.

“Não há atualmente no Brasil nenhuma instituição autorizada a ofertar investimentos em Forex”, diz um trecho de um documento, uma espécie de cartilha da reguladora, publicado no ano passado.

Contudo, a empresa segue atuando e insiste em atuar de forma irregular, oferecendo serviços de intermediação de valores mobiliários bem como captando clientes brasileiros.

Fx Trading explica mudanças

As alterações, segundo a empresa, foram necessárias devido às mudanças impostas pela Receita Federal do Brasil através da Instrução Normativa nº 1.888.

A norma, que institui e disciplina a obrigatoriedade de prestação de informações relativas às operações realizadas com criptomoedas, foi publicada no dia 7 de maio deste ano no Diário Oficial da União.

“Algumas adequações são necessárias para a continuidade dos resultados”, diz a empresa.

Salientou, também, que a empresa não atua no mercado de ativos mobiliários, não efetua captação irregular de clientes e não opera no mercado de negociação de moedas estrangeiras através de taxas de câmbio denominado Forex.

Saques agora serão mensais

A empresa decidiu que os saques, que podiam ser realizados diariamente, agora serão mensais. Para explicar a nova regra, o texto diz que “o novo período para saques é medida necessária para evitar maiores prejuízos”, citando um caso recente da Binance que teve bitcoins roubados.

“A primeira grande alteração está atrelada a forma de saque dos valores criptoativos que, passará a ser de trinta dias, ou seja, fazendo um saque em determinada data novo saque só poderá ser realizado decorridos trinta dias”.

A outra mudança se refere ao valor de saque. Segundo a empresa, agora o limite será de “1 milhão de dólares em BTCs”, valor que atende à legislação brasileira que passa a vigorar em 1º de agosto de 2019. Cabe notar que o valor apontado pela Instrução Normativa da Receita Federal é de menos de R$ 50 mil.

Teto de ganho reduzido

Houve mudança nos ganhos de rentabilidade e também no chamado plano binário.

De acordo com a empresa, para atender as exigências legislativas e do Fisco, a estrutura deverá ser revista, o que obrigatoriamente reduzirá os pagamentos de bônus binário de 10% para 8% e os planos, cujo ‘teto de ganho’ era de 400% agora passa a ser 200%.


Compre criptomoedas na 3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!