Fundo dos EUA oferece US$ 900 por bitcoin de credores da falida Mt. Gox

Fundador da Mt. Gox tem pena reduzida no Japão e se livra de ir para prisão
Mark Karpelès, o fundador da Mt. Gox

Os credores da falida exchange de bitcoin Mt. Gox podem ter parte de seus fundos em bitcoin de volta caso queiram vender suas ações para o Fortress Investment Group, com sede em Nova York (EUA).

De acordo com uma carta enviada a credores, o fundo de investimentos está oferecendo US$ 900 (cerca de R$ 3.500) por bitcoin. Uma cópia da carta foi compartilhada pela Coindesk na segunda-feira (08).

Na carta, o diretor da empresa, Michael Hourigan, diz que está comprando as ações dos credores da Mt. Gox para uma empresa de investimento em bitcoin que a empresa opera.

“Nós analisamos cada caso individualmente e agora podemos oferecer US$ 900 por cada ação de BTC, ou aproximadamente 200% do valor na ocasião da falência (que foi de US$ 451 por BTC)”.

Oferta vale 7% do bitcoin

Embora US$ 900 seja 200% do que o bitcoin valia quando a exchange quebrou, é cerca de 7% do seu valor atual. No entanto, Hourigan disse que acredita que o preço de oferta é “justo para os credores e justo para nossos investidores”.

Conforme o texto, Hourigan afirma que os credores podem escolher como receber, que pode ser em qualquer moeda fiduciária ou em bitcoin.

“O pagamento será efetuado em até 10 dias após a confirmação da transferência do pedido”, completou.

O Fortress, que já teve como seu administrador de fundos o bilionário Michael Novogratz, hoje dono do banco Galaxy Digital LP, há tempos está ativo no criptomercado.

Inclusive há relatos de que o grupo pretendia lançar um fundo em bitcoin em 2013, antes mesmo do colapso na Mt Gox, escreveu a Coindesk.

Segundo documentos públicos, naquele ano, o grupo comprou US$ 20 milhões em bitcoins.

Mt. Gox perdeu 850 mil bitcoins

A Mt. Gox entrou oficialmente em processo de falência em abril de 2014 após alegar ter sido hackeada em 850.000 bitcoins, avaliados na época em quase meio bilhão de dólares. O caso entrou para a história dos maiores roubos no criptomercado.

Em julho de 2018, os credores tiveram uma vitória quando o Tribunal emitiu uma ordem aprovando uma petição para iniciar programa de recuperação.

Segundo o relatório, a Mt. Gox não seria capaz de devolver os bitcoins dos acionistas, pois primeiramente seriam ressarcidos os credores comuns.

O início da queda da Mt.Gox

Em fevereiro de 2014, a Mt. Gox fechou repentinamente todas as transações, causando pânico entre seus clientes em todo o mundo.

Em seguida, anunciou sua insolvência alegando ter perdido cerca de 850.000 bitcoins em um ataque hacker.

Em junho do ano passado, o tribunal de Tóquio emitiu uma ordem para iniciar um processo de reabilitação civil para a Mt. Gox, suspendendo o processo de falência e criando um plano de ressarcimento.

(Reprodução/Coindesk)

Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!