Foxbit Só Voltará no Dia 26 e Cria Operação Manual Para Saques de Bitcoin

Guto Schiavon (E) e João Canhada (D) em live na qual explicaram situação da empresa (Foto: Reprodução)

A Foxbit permanecerá mais 12 dias fora do ar. A empresa fez uma live às às 16h desta quarta-feira (14), para avisar sobre a nova data e revelar que só retornará no dia 26 de março.

Guto Schiavon, Diretor de Operações da Foxbit, e João Canhada, CEO da empresa, responderam ao vivo algumas perguntas dos usuários e informaram que os clientes poderão realizar saques de seus fundos durantes esse prazo. O problema, contudo, é que os saques serão realizados manualmente após o preenchimento de um formulário que será disponibilizado pela empresa até o final do dia.

Schiavon complementou que terão quarenta pessoas responsáveis pelas operações de saques e atendimento ao cliente, num prazo de quase 24 horas por dia. As retiradas deverão ser totais; as parciais não serão autorizadas.

Sem taxas em saques de bitcoin

‘’É muito trabalho mas não tem sentido esperar a Blinktrade colocar isso no ar’’, disse Canhada.

Muitos usuários perguntaram sobre a natureza da relação com a empresa que fornece a plataforma ou até quando vai o contrato. Estas perguntas não foram respondidas.

”A plataforma irá voltar, mas não é nosso interesse segurar saldo de nenhum usuário, seja ele em real ou bitcoin. É uma empresa solvente e não há nenhum problema caso todos os usuários realizarem saques.’’

Para saques tanto em reais quanto em bitcoin não haverá taxas. É importante também lembrar que os saques serão realizados de acordo com os saldos prévios na corretora. Caso o cliente tenha fundos em Real, ele poderá sacar Real. Não poderá trocar por bitcoin e sacar bitcoin.

Ao serem perguntados durante a Live por um telespectador se a Foxbit estava ‘’quebrando’’, Schiavon prontamente respondeu que é exatamente o contrário, e que a liberação dos saques prova justamente a solvência da empresa.

“O poder das exchanges não é nunca falhar, mas como elas voltam depois”, disseram.

A dupla disse que reforçaria a comunicação de que os usuários não deveriam tratar a exchange como uma carteira, já que acreditam que as pessoas devem ter o controle do próprio dinheiro e dos próprios BTCs.

O que aconteceu com a Foxbit

Na live realizada na última segunda-feira (12), a Foxbit informou que no dia 9 realizou uma manutenção de emergência com a finalidade de reparar o bug que havia encontrado. Durante a manutenção foi que o problema ocorreu, deixando a corretora fora do ar por quase 5 dias.

Em uma apuração exclusiva, o Portal do Bitcoin revelou que a plataforma teve saques duplicados. Mais tarde, a empresa confirmou a informação. Cerca de 30 BTC, ou R$ 1 milhão, foram perdidos.

Leia tudo o que já foi publicado sobre o assunto:

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!