Fãs de Bitcoin debocham de regulação na página da Receita Federal no Facebook

Fãs de Bitcoin debocham de regulação na página da Receita Federal no Facebook
Foto: Shutterstock

“Receita vai se lascar, vai taxar outro”. Foi desta forma que alguns usuários do Facebook se comportaram ao ler a publicação da Receita Federal sobre as futuras obrigações dos detentores de criptomoedas.

Imagem: Reprodução/Facebook)

No mesmo dia em que a Receita Federal (RF) publicou a Instrução Normativa Nº 1.888 sobre as criptomoedas, a instituição também transmitiu o conteúdo em vários canais de informação.

No Facebook, no entanto, assim como Conrad Oliveira, os usuários têm criticado as novas diretrizes e até mesmo fazendo humor com a imposição do órgão do governo.

Na rede social, o post da Receita Federal foi seguinte:

“Operações com criptoativos deverão ser informadas à Receita Federal.

A partir de agosto deste ano, pessoas físicas, jurídicas e corretoras que realizem operações com criptoativos terão que prestar informações à Receita Federal. Os criptoativos são popularmente conhecidos como ‘moedas virtuais’, sendo o Bitcoin a mais famosa entre elas”.

Os internautas que criticaram a posição da RF, supostamente são entusiastas e investidores de criptomoedas. Eles iniciaram, então, um bombardeio de críticas e afrontas, muitas vezes usando do humor (“que viva o P2P”) ou até mesmo falando palavrões (“Foda-se”).

Contudo, no geral, a mensagem que prevalece é de que “a Receita vai ficar esperando sentada” pelas ações impostas.

Zoando a Receita Federal

“O Estado não reconhece BTC nem como moeda, nem como reserva de valor. Porque declarar “nada”?, disse um usuário.

Outro internauta desafia. Para afrontar, ele cita a exchange descentralizada Bisq, aplicativo P2P que não necessita de registro.

“E se eu não quiser (informar)? Vou me preocupar no dia que eles tiverem domínio a bisq nas transações peer-to-peer ou no Blockchain. Ou seja, nunca vou me preocupar com a Receita kkkkkk”.

“Essa é braba!”; “Nem toda heroína usa capa”, responderam duas pessoas em uma publicação de uma usuária. Ela disse como se livraria das novas regras:

“Compro com cartão de crédito internacional em exchange estrangeiro e me livro de vocês, e continuo sonegando”.

Sem acreditar nos comentários que lia, muitas vezes até chulo, um internauta questionou se aquela era mesmo a página da Receita Federal.

“Essa página é oficial da receita federal ou é tipo uma página cômica?” De imediato ele foi respondido: “Não faz diferença! A receita por si só já é cômica” — na sequência, um internauta confirmou ser a página instituição.

Imagem: Reprodução/Facebook)

Outro usuário foi um tanto audacioso e fez sua resenha do texto da Receita. Ironicamente ele disse:

“Como não podemos pegar seus bitcoins assim como fazemos com o seu dinheiro físico, esperamos que você faça isso por nós”.

Moeda do capiroto

Uma usuária não economizou palavras e ‘tacou na cara’ da Receita antigos preconceitos sobre as criptomoedas.

(Imagem: Reprodução/Facebook)

Ariel Veloso, que gerencia uma página chamada ‘Associação dos Mãos de Alface Anônimos’ e é conhecido em grupos sobre o Bitcoin, foi mais rígido: “Lutar contra a corrupção, contra o peso estatal e altos impostos vcs n querem né?”, disse, criticando novamente em seguida.

(Imagem: Reprodução/Facebook)

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!