Facebook quer levantar R$ 4 bilhões para seu projeto de criptomoeda

Facebook pede registro da Libra no Brasil para oferecer serviços com criptomoedas
(Foto: Shutterstock)

O Facebook pode estar mais perto de uma stablecoin, e, para isso, está buscando levantar até US$ 1 bilhão (cerca de R$ 4 bilhões) externamente para seu projeto de criptomoeda.

A informação veio através de uma publicação no Twitter do jornalista de tecnologia do The New York Times, Nathaniel Popper, na segunda-feira (08).

Ele tuitou:

“Atualização sobre a criptomoeda do Facebook: Fontes me dizem que o Facebook está à procura de empresas de VC (Capital de Risco) para investirem no projeto de criptomoedas do Facebook que reportamos no início deste ano. Ouvi dizer que as metas são grandes somas —  até US$ 1 bilhão”.

Em um outro post, Popper diz que supostamente a empresa usaria os fundos para garantir a criptomoeda.

Ele escreveu:

“Uma pessoa com quem conversei disse que o Facebook está falando sobre o uso do dinheiro como garantia para sua criptomoeda. O Facebook está projetando uma moeda de valor estável, atrelada a uma cesta de moedas estrangeiras mantidas em contas bancárias”.

Vale ressaltar que, desde que surgiram rumores sobre uma criptomoeda do Facebook, a empresa nunca confirmou as informações.

Apesar disso, o Facebook deu vários indícios, como adquirir uma empresa de blockchainstartup Chainspace, em fevereiro deste ano — e regularmente abrir vagas de emprego para o setor.

Criptomoeda para o WhatsApp

No início de março, fontes disseram ao The New York Times que o Facebook estaria desenvolvendo um projeto secreto de criptomoeda para usar no WhatsApp, que pertence ao Facebook Inc.

O serviço permitiria transações semelhantes às que possui o PayPal, por exemplo.

Considerando o grande número de usuários do WhatsApp em todo o mundo, isto permitiria que milhões de usuários realizassem transações internacionais instantaneamente.

WeChat saiu na frente

Muitos consumidores chineses já usam um sistema de pagamento que opera dentro do aplicativo de mensagens WeChat, o WeChat Pay, criado pela empresa de tecnologia Tencent.

O sistema se tornou muito popular na China, ainda que somente em moedas tradicionais.

No entanto, todos os novos projetos estão indo atrás de um mercado que já se mostrou popular entre os consumidores, a criptoeconomia.


3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!