Facebook está desenvolvendo uma criptomoeda para usar no Whatsapp: Bloomberg

Facebook contrata executivos da maior exchange dos EUA para setor de compliance
(Foto: Shutterstock)

Se a Bloomberg estiver certa, está vindo algo muito grande em 2019. Segundo o site de economia, o Facebook está desenvolvendo uma criptomoeda para ser usada dentro do Whatsapp, com foco no mercado indiano.

Os repórteres que assinam a reportagem citam fontes anônimas mas ligadas ao projeto. Todas pediram para não serem identificados. A ideia, explicam, é desenvolver uma stablecoin que seja pareada com o dólar americano.

Ainda assim, o Facebook está longe de lançar a criptomoeda, porque ainda estaria trabalhando na estratégia de execução, o que engloba a custódia dos ativos e da moeda que seria usada para proteger o valor da stable coin.

O porta-voz da empresa declarou à reportagem que o Facebook estava explorando maneiras de alavancar o poder da tecnologia blockchain. “Esse novo pequeno time está explorando muitas diferentes aplicações. Não temos mais nada a declarar”, disse.

Blockchain no Facebook

Não se sabe em qual escritório da empresa a tecnologia está sendo desenvolvida, mas cabe notar que durante 2018 diversos profissionais ligados à tecnologia por trás das criptomoedas foram contratados.

A gigante do vale do silício lançou sua equipe blockchain em maio deste ano em meio a reformulações que envolveram ações nunca vistas antes na empresa. As mudanças executivas na companhia envolveram troca de líderes no Whatsapp, Messenger e também no aplicativo principal.

No inicio de dezembro, por exemplo, o Facebook abriu cinco vagas de emprego para seu setor de tecnologia blockchain em sua sede em Menlo Park, Califórnia (EUA), nas áreas de Ciência de Dados, Engenharia de Software e Marketing. Conforme dados do Linkedin, já são 40 profissionais trabalhando no setor.

A equipe blockchain da empresa é liderada por David Marcus que antes gerenciava o setor do aplicativo de mensagens do Facebook. A vaga de diretor de engenharia blockchain ficou com Evan Cheng. Ambos estão na empresa desde 2014 e 2015, respectivamente.

Em meados de agosto, Marcus, que também colaborava com uma das maiores bolsas de criptomoedas do mundo, a Coinbase, renunciou ao cargo de Conselheiro de administração. Antes ele havia sido presidente da Pay Pal.

Ele disse que tomou a decisão para poder focar mais nas estratégias do Facebook sobre a tecnologia Blockchain e ajudar o grupo que ele coordena na empresa.

Conforme a Bloomberg, o mercado já esperava algum movimento do Facebook em direção aos serviços financeiros de que contratou o ex-presidente do Pay Pal.

Irmã do Zuckerberg na Huobi

Em agosto, Randi Zuckerberg, irmã do fundador do Facebook Mark Zuckerberg, foi anunciada como um dos membros da equipe de consultoria da Huobi Global, uma das maiores exchanges de criptomoedas do mundo.

Randi foi apresentada como fundadora e CEO da Zuckerberg Media e ex-executiva sênior do Facebook. A Zuckerberg Media é uma empresa de criação de conteúdo com sede em Nova York que ela fundou há cinco anos.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!