Facebook cria empresa na Suíça focada em pagamentos e tecnologia blockchain

Facebook desiste de lançar carteira da criptomoeda Libra na Índia
(Foto: Shuttestock)

O gigante social Facebook registou recentemente uma nova empresa de tecnologia financeira na Suíça, focada em tecnologia blockchain e pagamentos, bem como na análise de dados de investimentos. Isto suporta que a empresa está aos poucos a entrar no mundo das criptomoedas.

Segundo a Reuters, dado do registo comercial de Genebra mostram que foi registada no inicio do mês uma empresa chamada Libra Networks, que tem como parte interessada a Facebook Global Holdings. Esta deverá oferecer serviços de tecnologia financeira, e desenvolver software e hardware relacionados.

A mesma fonte indica que a Libra Networks vai também focar em “investimentos, pagamentos, financiamento, gerenciamento de identidade, análise, big data, blockchain e outras tecnologias.”

O Facebook, cujas redes sociais têm mais de 2 bilhões de usuários em todo o mundo, tem recebido muita atenção nos meios de comunicação relacionados com criptomoedas, devido a relatórios que sugerem que vai lançar a sua própria criptomoeda, cujo valor estará associado ao do dólar americano – uma stablecoin.

O Wall Street Journal (WSJ), como noticiado pelo Portal do Bitcoin, adiantou até que o gigante social chegou a contatar várias empresas para que estas viessem a apoiar o seu serviço de pagamento com criptomoedas.

Estas empresas iriam assim fazer parte do seu projeto, que internamente foi batizado de Projeto Libra – note-se a semelhança com o nome Libra Networks, da empresa registada pelo Facebook – e incluem a Visa e a MasterCard.

A empresa de Mark Zuckerberg poderá vir a incorporar este seu novo sistema de pagamento em sites e aplicativos de terceiros, da mesma forma que terceiros implementam atualmente um sistema de login da sua plataforma.

Facebook aposta no comércio eletrônico

A suportar a ideia de que o Facebook vai introduzir uma rede de pagamento baseada em criptomoedas estão as palavras do próprio CEO Mark Zuckerberg, que segundo a CNBC afirmou que se o comércio eletrônico decolar nos aplicativos do Facebook, os anunciantes podem vir a gastar mais na plataforma.

A aposta no comércio eletrônico poderia trazer ao Facebook novos fluxos de receita de serviços financeiros, caso os usuários adotem os seus recursos de pagamento. Ross Adam Sandler, um analista de internet da divisão de pesquisa da Barclays, já afirmou até que uma criptomoeda poderá vir a render US$ 19 bilhões ao Facebook.


Compre Bitcoin na Coinext

Baixe agora o aplicativo (Android e iOS) da corretora de criptomoedas mais avançada do Brasil. A mesma segurança e agilidade, em qualquer lugar, acesse: https://coinext.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!