Executivos são acusados de fraude em corretora de criptomoedas sul-coreana

O Ministério Público de Seul, capital da Coreia do Sul, acusou de fraude três executivos da UPbit, uma das maiores bolsas de criptomoedas do país, reportou a Coindesk Korea.

Entre os acusados está Song Chi-Hyung, o fundador da empresa. A Promotoria sul-coreana diz que eles supostamente realizaram transações fraudulentas entre setembro e dezembro do ano passado.

Os executivos teriam usado uma falsa conta corporativa para criar ordens na exchanges de valores muito expressivos — 254 trilhões de won (cerca de R$ 880 bilhões) — que aumentava consideravelmente o volume de negócios.

Desta forma, Chi-Hyung e o conluio atraiam mais clientes para a plataforma, diz a reportagem. Descobriu-se que eles venderam 11.550 bitcoins, o que somou 150 bilhões de won (R$ 500 milhões aproximadamente) por meio dessas transações.

UPbit negou

De acordo com um comunicado na quinta-feira (20), a UPbit disse que a companhia forneceu liquidez à conta corporativa da empresa para estabilizar o mercado de negociação no início da abertura do serviço.

O período indicado foi 24 de setembro a 11 de dezembro de 2017. Acrescentou, ainda, que a conta corporativa não possui a função de retirada e, portanto, não se beneficiou nesse processo.

A exchange afirmou também que há dois meses fez algumas breves transações apenas para fins de marketing e que isso não afetou o mercado.

Segundo a reportagem, em março os promotores invadiram a sede da UPbit no distrito de Gangnam-gu, apreendendo seus discos rígidos e livros contábeis. Na época, a bolsa era suspeita de fraude por supostamente vender criptomoedas que não possuía.

Bithumb também foi investigada

O governo sul-coreano tem tomado duras medidas contra as corretoras de criptomoedas desde o início do ano.

Em janeiro, autoridades policiais e fiscais invadiram as exchanges Bithumb e Coinone. A ação fazia parte de uma investigação sobre uma suposta evasão fiscal.

Dois meses depois, três empresas do setor (descritas como ‘sem nome’) também foram invadidas. As autoridades desconfiavam de que funcionários e até mesmo os executivos desviavam dinheiro de contas de clientes para comprar criptomoedas em outras corretoras.

UPbit lucrou milhões este ano

Em agosto, a UpBit declarou ter lucrado US$ 100 milhões no terceiro trimestre de 2018, o melhor resultado da empresa desde seu lançamento em 2017.

Com esse desempenho, a exchange passou na época a ser oficialmente a maior exchange de criptomoedas da Coreia do Sul, superando a BitHumb, que viu seu lucro anual cair 80%.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!