Exchange Cryptopia, da Nova Zelândia, entra com pedido de falência após ser hackeada duas vezes

Exchange europeia de criptomoedas some com fundos de 246 mil clientes
(Foto: Shutterstock)

Após sofrer dois ataques hacker em janeiro deste ano, a exchange de criptomoedas Cryptopia, com sede na Nova Zelândia, está sendo liquidada por falência, segundo comunicado de imprensa fixado na página da empresa na quarta-feira (15).

A exchange apontou David Ruscoe e Russell Moore da empresa neozelandesa Grant Thornton como liquidantes da Cryptopia. A instituição é especializada em auditorias e assessoria financeira.

“Apesar dos esforços da administração para reduzir custos e retornar o negócio à lucratividade, foi decidido que a nomeação de funcionários e outras partes interessadas como liquidantes era de melhor interesse dos clientes”, disse a exchange.

Segundo a nota, Ruscoe e Moore estarão focados em garantir os ativos para o benefício de todas as partes interessadas e que, enquanto ocorrem as investigações, as operações da bolsa está suspensa.

“Dadas as complexidades envolvidas, é provável que as investigações dure meses, em vez de semanas”, disse.

A Cryptopia também afirmou que os representantes da Grant Thornton estão trabalhando com especialistas independentes e com autoridades relevantes para realizar acões que levam ao cumprimeto das obrigações da exchange.

Disse, ainda, que nos próximos dias a Grant Thornton entrará em contato com todos os clientes e fornecedores para detalhar tudo sobre a nomeação dos liquidantes.

Exchange duas vezes hackeada

A Cryptopia foi duas vezes alvo de hackers. A primeira delas aconteceu no dia 14 de janeiro deste ano. A exchange, então, comunicou o roubo à polícia e aos usuários e colocou a plataforma em manutenção.

Na ocasião, a exchange não informou o valor roubado. No entanto, um site revelou que 45 horas antes 19.390 ETH tinham saído da carteira da Cryptopia para um endereço desconhecido, que dava na época cerca de US$ 2,5 milhões (R$ 9,25 milhões).

Dez dias depois, uma empresa de análises de transparência publicou um relatório mostrando que o montante roubado foi muito além.

O relatório apontou falta de informações do ocorrido e concluiu que o verdadeiro valor dos criptoativos roubados na exchange somavam cerca de US$ 16 milhões, aproximadamente R$ 60 milhões.

Segunda invasão

Duas semanas depois da primeira invasão e roubo, a Cryptopia foi novamente hackeada. Desta vez, o montante levado foi de 1.675 ethereum (cerca de R$ 700 mil na época).

“Nós estávamos certos. Depois de ficar inativo por muitos dias após o roubo anterior de US$ 16 milhões, o hacker voltou a atacar hoje, desviando 1.675 ETH”, disse a mesma empresa que analisou o ataque anterior.


Compre criptomoedas na 3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!