Fundador da Ethereum chama projetos de algumas criptomoedas de “pilha de lixo centralizado”

Fundador da Ethereum chama projetos de algumas criptomoedas de “pilha de lixo centralizado”
Vitalik Butarin durante conferência (Foto: Reprodução)

“Pilha de lixo centralizado”. É dessa maneira que Vitalik Buterin, criador do Ethereum, deu a entender sobre aos projetos de blockchain da EOS, NEO e Tron durante a Blockchain Connect Conference, sediada no último mês em São Francisco (Estados Unidos).

Segundo informações da CCN, o cofundador da Ethereum afirmou que “existem muitos projetos de criptografia ruins, que tentam revindicar” uma boa posição por usar “o BFT sofisticado” e se gabar de poder “fazer 5 mil transações por segundo”, enquanto que o “proof-of-work só poder ser 15′”.

Apesar de ele não citar nomes quanto aos projetos que fazem isso, fica claro que a crítica foi endereçada à EOS e a Tron, uma vez que a primeira se orgulha de sua velocidade enquanto que a segunda já até anunciou melhorias no consenso da BFT — sigla para o termo em inglês Byzantine Fault Tolerance.

Segundo informações da EWN, Marcus Zhao, diretor técnico da Tron , em outubro de 2018, afirmou  ao que o Tron era mais descentralizado do que Bitcoin e Ethereum e que já estaria desenvolvendo “recursos mais avançados, como Mecanismos de Transações Anônimas, Multissignatura e Consenso de BFT ”.

Michael Novogratz, Ceo da Galaxy Investment Partners, elogiou a EOS Blockchain justamente pela sua velocidade nas transações,numa entrevista cedida, em julho de 2018, ao The Street.

Novogratz afirmou que a EOs ‘”já está fazendo 5 mil transações por segundo. Deve estar fazendo 50 mil transações por segundo em alguns meses.”

O fato, entretanto, é que Novogratz tem interesse na causa. Segundo informações da Ethnews, a Galaxy Investment Partners injetou 325 milhões de dólares no projeto da Eos Blockchain.

Quanto à velocidade das transações, Buterin disse que isso não significa muita coisa, uma vez que  manter a segurança do Blockchain é o mais importante, pois esse é o “objetivo de um algoritmo de consenso”.

 “(…)o propósito de um algoritmo de consenso não é fazer um blockchain rápido. O objetivo de um algoritmo de consenso é manter um blockchain seguro. (…) Com o modo como a prova de trabalho funciona, torna-se inseguro se os computadores gastarem mais do que talvez 10% do tempo realmente minerando e verificando blocos. (…) Bitcoin-NG ou coisas como as várias formas de prova de aposta, pode ser seguro se você ultrapassar 10%. Mas a diferença ainda é muito pequena ”.

Buterin, contudo, foi bastante agressivo com a NEO. A indireta foi mais do que certeira sem precisar citar nomes, o Ceo da Ethereum afirmou:

“Quando um projeto blockchain afirma que” podemos fazer 3.500 TPS porque temos um algoritmo diferente “, o que realmente queremos dizer é:” Somos uma pilha centralizada de lixo porque só temos 7 nós executando a coisa toda”.

A questão é que a Neo tem 7 nós de consenso em execução, exatamente como Buterin disse. A empresa, entretanto, não tem pretensão de ser “o computador do mundo” como é o caso da Ethereum.

A Neo apenas trabalha como uma plataforma blockchain para contratos inteligentes não tendo sistema de mineração e sequer possuindo um sistema para a geração de novas moedas.

Ethereum e Bitcoin

As críticas não foram gratuitas. A intenção de Buterin parece mesmo a de enaltecer a Ethereum perante suas concorrentes. É tanto que ele afirma que “maneiras boas e legítimas de fazer um blockchain rápido” e que ela não é do modo que as paltaformas atacadas vem fazendo.

Para Buterin, as melhores maneiras de fazer um blockchain rápido são as soluções de escala de camada um e de camada dois para Bitcoin e Ethereum.

Ele aproveitou para dizer que a Ethereum pode ser a solução de latência, o qual se rmete ao tempo que a pessoa tem de esperar para se ter o consenso na rede.

A Ethereum pode levar “um minuto por um grau médio de segurança” ao invés de apenas seis segundos sem qualquer garantia.


Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!