Estudo Revela que 0,04% dos Usuários de Criptomoedas Estão Pagando Impostos nos EUA

A empresa de finanças on-line Credit Karma e a empresa de pesquisa Qualtrics compartilharam os resultados de uma pesquisa que acompanhou atentamente 250 mil americanos e suas atividades tributárias relacionadas a criptomoedas.

De acordo com a Reuters, o estudo indica que menos de 100 dessas pessoas apresentaram impostos relacionados a criptomoedas, enquanto o resto deles não.

Antes do estudo, outro foi realizado no mês passado, onde 57% de 2.000 americanos admitiram que lucraram com criptomoedas.

Mesmo antes disso, a Receita Federal dos EUA (IRS) estava fechando o cerco sobre as criptomoedas, alertando as pessoas a pagarem seus impostos.

No ano passado, a IRS ganhou um processo judicial contra a Coinbase, obrigando ela a entregar dados de 140.000 usuários. Esses usuários foram filtrados como aqueles que enviaram ou receberam mais de US$ 20.000 de 2013 para 2015. A IRS empregou uma equipe para investigar as pessoas que usaram criptomoedas para sonegar impostos.

Cerca de 57% das pessoas no estudo também relataram que não pagaram impostos e quase metade delas sabia que os impostos eram aplicáveis ​​em criptomoedas. A situação exige atenção, pois este tópico vem ganhando força há muito tempo.

 

A receita federal dos EUA considera criptomoedas, como o bitcoin, como propriedade para fins de impostos federais, o que significa que quaisquer lucros ou perdas da venda ou troca de moedas digitais geralmente devem ser relatados como ganhos ou perdas de capital.

Leia Também: Usuário que Comprou Duas Pizzas em 2010 por 10.000 Bitcoins Repete Feito com a Lightning Network

 

BitcoinTrade

A primeira plataforma Brasileira que você pode comprar com segurança utilizando o seu Cartão de Crédito como forma de pagamento. Eles aceitam Visa e Mastercard. A BitcoinTrade ainda conta com certificação de segurança PCI Compliance, a única no Brasil. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!