Eros.vision: Conheça o “SilkRoad do Sexo” e seu ICO

1

Eros.vision, é uma plataforma descentralizada, resistente à censura, onde os adultos que consentem poderão pagar e receber por serviços sexuais.

Leia Também: ICO da Tezos já Arrecadou Mais de 100 Milhões de Dólares

ICO da Block.One Atinge 185 Milhões de Dólares

A plataforma pretende ser o one-stop-shop para os milhões de pessoas em ambos os lados desta atividade que estão procurando uma maneira mais confiável e segura de prosseguir.

Construído ao levar em consideração as décadas de luta irracional contra o direito de controle sobre o próprio corpo, a plataforma aproveita duas tecnologias – Zeronet e Ethereum – para garantir 100% de resistência à censura Ao contrário das plataformas centralizadas, como Backpage.
A equipe também criou um sistema de reputação robusto e incorporado, pois representava a maior desvantagem para essa profissão propensas a abusos de clientes indesejáveis encorajados por um sentimento de impunidade.

Michael O’Brien, CEO e co-fundador da empresa, enfatizou:

Como libertários, percebemos que esta atividade, de alguma forma particular, amplamente difundida, que é a prostituição, poderia se beneficiar de inovações recentes, como Ethereum e Zeronet. O caso da Silk-Road e os chamados “mercados negros” ilustram como você pode melhorar a vida de ambos os lados (por exemplo, compradores e vendedores) ao adicionar uma quantidade significativa de transparência e retirar a atividade da rua

Ele acrescentou: “Também sentimos que a profissão mais antiga do mundo, que persistiu e viajou através das idades, merecia uma plataforma igualmente resiliente, o que agora é possível graças às tecnologias acima mencionadas”.

A equipe agora está buscando fundos para acelerar o ritmo do desenvolvimento, estabelecer uma massa crítica de clientes de ambos os lados, respeitar os vários prazos que estabeleceu com uma versão beta prevista para o final de agosto. Para isso, um ICO será lançado em 10 de julho.

loading...
loading...
  • João

    Cuidado! Muitas red flags! Pesquisem!