“Com Blockchain, todos os documentos vão evaporar”, diz Marcelo Madureira em crítica a cartórios

Marcelo Madureira em vídeo publicado no Facebook (Imagem: Reprodução)

Indignado com a burocracia dos cartórios brasileiros, o ex-Casseta e Planeta Marcelo Madureira postou um vídeo defendendo a substituição dessas repartições pela Blockchain.

No ponto de vista de Madureira, a Blockchain acabaria com a figura do despachante o que torna o serviço público bastante oneroso e tornaria esse mesmo serviço mais eficiente.

“O despachante faz a interlocução entre o cidadão e a burocracia. Porque se o cidadão tentar fazer regularizar qualquer coisa sem ele não consegue. Felizmente com a tecnologia de Blockchain, todos os documentos do mundo vão evaporar”.

Na visão dele, essa burocracia é o que empaca o crescimento do país. Madureira afirmou que deverá ter muita resistência com a vida da tecnologia e que “enquanto não chegar a Blockchain, continua essa desgraça” de servidores que trabalham quando quer e tratam mal cidadãos.

Burocracia desnecessária

Mas sua revolta contra os cartórios não foi gratuita. Madureira relatou uma situação complicada que seus irmãos e ele tiveram de enfrentar ao tentar vender um dos bens que tinha sido deixado pelo pai após a morte.

Mesmo com todos os irmãos concordando pela venda desse bem a fim de passar o dinheiro para a mãe deles, o cartório criou um problema: a certidão de óbito estava vencida.

O ex-comediante disse que era um absurdo e questionou como uma certidão de óbito pode vencer e o que ele tem de fazer para provar que seu pai morreu.

“Eu tenho de provar de que meu pai continua morto. Tenho de trazer um osso, uma caveira do meu pai”.

Ele, então, descobriu que teria de renovar o atestado de óbito. Para tanto, teria de pagar R$ 1.800, pois nada seria resolvido sem a figura do despachante, disse Madureira.

“Essa é a burocracia no Brasil. São os cartórios. É a picaretagem dessa burocracia burra e louca. Imagine uma pessoa na mesma situação e que não tem os recursos para tirar um novo atestado de óbito”, questionou Madureira.

Validação pela Blockchain

Assim como Madureira, João Amôedo defendeu a substituição dos cartórios pelo uso da Blockchain. Amôedo quando ainda estava concorrendo à presidência da república fez uma publicação em sua página oficial de campanha no Facebook dizendo que irá aplicar a tecnologia blockchain para a validação de contratos e documentos.

No post, Amôedo disse que “ninguém aguenta mais perder tempo nos cartórios” e que seria ilógico se manter isso tendo a Blockchain. “Em um mundo cada vez mais conectado queremos que você possa validar documentos e contratos- que hoje são monopolizados pelos cartórios – pela internet. Para garantir a segurança e transparência a tecnologia Blockchain é a melhor alternativa do momento.

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!