Com apoio da ONU, Serra Leoa vai facilitar microcrédito via blockchain

(Foto: Shutterstock)

Serra Leoa, país na África Ocidental, vai implantar um sistema de identificação nacional baseado em blockchain que vai permitir histórico financeiro e microcréditos aos seus 7 milhões de cidadãos, segundo a empresa responsável pelo projeto, a Kiva Protocol.

O anúncio foi feito pelo presidente serra-leonês, Julius Maada Bio, durante a 73ª Sessão da Assembleia Geral da ONU que aconteceu no final de setembro em Nova York, Estados Unidos, e contou com a participação de mais de 190 países.

O novo modelo de inclusão financeira será o resultado da parceria do país africano com duas das divisões da ONU, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Fundo das Nações Unidas para o Desenvolvimento de Capital (UNCDF) em parceria com a Kiva, empresa online de microcrédito.

O projeto espera fornecer a cada cidadão de Serra Leoa ferramentas de identificação pessoal e uma carteira digital com seu histórico de crédito para ajudar as pessoas no acesso a serviços financeiros, incluindo empréstimos ou serviços médicos básicos.      

“O governo de Serra Leoa formou parceria com a Kiva, PNUD e UNCDF para o fortalecimento do nosso processo nacional de identificação digital e de referência de crédito e vai transformar radicalmente seu cenário de inclusão financeira”, disse Maada Bio.

A iniciativa partiu da necessidade de identificar e incluir os 7 milhões de cidadãos do país, foi o que revelou detalhes descritos no site da kiva.

De acordo com a empresa, a maioria dos serra-leoneses não têm histórico de crédito nem acesso a serviços financeiros, justamente pela falta de identidade formal.

A instituição explicou o fato de Serra Leoa ter sido ser escolhida dentre 85 países pré-selecionados que estão em condições econômicas semelhantes.

“Uma razão pela qual selecionamos Serra Leoa é que atualmente [no país] só existe uma agência de crédito e que cobre [apenas] 2 mil pessoas, menos de 1% da população, e apenas 20% têm conta bancária”, descreveu.

Xavier Michon, vice-secretário executivo do UNCDF, disse que com o novo modelo de crédito e de identificação, Serra Leoa pode dar um grande salto e se diferenciar dos demais países, conforme anotou o PR News Wire.

“Através desta implementação, Serra Leoa está planejando construir uma das agências de crédito mais avançadas e seguras que poderá servir como um modelo para outras nações, o que pode mudar radicalmente o cenário da inclusão financeira”, comentou o executivo.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br
Siga também o nosso Instagram com análises diárias.