Celular blockchain da HTC só poderá ser comprado com Bitcoin ou Ethereum

(Fonte: HTC.com)

A fabricante taiwanesa de smartphones HTC anunciou na manhã desta terça-feira (23) no Twitter o lançamento do seu primeiro dispositivo blockchain, o smartphone Exodus 1.

A empresa já está realizando o cadastro de pré-encomendas e o novo aparelho, que só poderá ser comprado com bitcoin e ethereum, deve começar a ser entregue em dezembro.

O valor do Exodus 1, segundo o site Engadget é de 0,16 bitcoins ou 4,78 ethereum, ou cerca de R$ 3.800,00.

“Este é o anúncio oficial de acesso antecipado ao EXODUS 1. Convidamos a comunidade de desenvolvedores e entusiastas a trabalhar com a gente para ajudar-nos na segurança. Junte-se a nós obtendo seu acesso antecipado agora!”, tuitou a empresa.

O Exodus 1 está disponível para clientes de 34 países, incluindo os EUA, Reino Unido e Hong Kong. Não há informações sobre se estará disponível ou não para o Brasil. 

No entanto, a HTC não divulgou nenhuma informação sobre quando o dispositivo será disponibilizado para o público em geral.

Sobre futuras atualizações, a empresa diz que está à procura de desenvolvedores para trabalharem nas versões de acesso antecipado.

Phil Chen, diretor do setor de blockchain da HTC, disse à Coindesk que a empresa espera obter um feedback da comunidade de criptomoedas para que o setor já comece a ter informações iniciais para futuras atualizações.

“O objetivo é começar com a comunidade de blockchain e obter sua ajuda para tornar nossa carteira e a tecnologia ainda mais seguras, basicamente testando-a e fornecendo feedback”, disse.

Ele também acrescentou que números recentes mostram que existem cerca de 35 milhões de carteiras e que o sistema Exodus, que permite o usuário usar suas próprias chaves, possa ser aplicado em dispositivos para um mercado mais amplo.

Função Blockchain

Anunciado pela primeira vez em maio deste ano, o Exodus 1 conta com diversas funções relacionadas à tecnologia blockchain, como uma carteira própria de fábrica, além de recursos complementares de segurança, como um ‘enclave secreto’ que armazena os códigos.

O dispositivo vai permitir a adição de contatos ‘confiáveis’ que poderão baixar um aplicativo de gerenciamento de chaves.

Desta forma, os usuário que perder seu dispositivo ou esquecer sua chave poderá usar um ‘processo de recuperação de chave social’ — cada contato terá uma parte de sua chave.

De acordo com a empresa, eles pretendem lançar um API (Interface de Programação de Aplicativos) para que os desenvolvedores de outras plataformas possam usar o Exodus para proteger chaves e assinar transações.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br
Siga também o nosso Instagram com análises diárias.

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!