Possível carteira de Satoshi Nakamoto movimenta Bitcoins pela primeira vez em 11 anos

Carteira que pode ser de Satoshi Nakamoto movimenta Bitcoins pela primeira vez em 11 anos
Foto: Shutterstock

*Correção: o título inicial da reportagem afirmava que a carteira era da Satoshi Nakamoto. Na verdade, é apenas uma possibilidade. O título foi atualizado.

Na manhã desta quarta-feira, às 9h48, uma carteira que pode pertencer a Satoshi Nakamoto, movimentou 50 BTC pela primeira vez desde 2009.

Bitcoins obtidos em 2009 e sendo transferidos nesta quarta-feira (20)

O endereço em questão continha 50 BTC, adquiridos através de mineração em 9 de fevereiro de 2009 às 16h55. O bloco genesis, primeiro bloco minerado do bitcoin foi extraído em 3 de janeiro de 2009, apenas 37 dias antes.

Na época, cada bloco minerado tinha recompensa de 50 BTCs.

De acordo com o site Satoshisstash, que lista os prováveis endereços utilizados por Satoshi Nakamoto, o endereço movimentado hoje pertence a ele.

“As moedas são tão ‘antigas’ que estavam depositadas em uma chave pública (P2PK), não num endereço como hoje em dia. O programa usado ainda estava na versão 0.1.x.”, explicou o programador e estudioso do Bitcoin Narcélio Filho

Na época, era possível minerar um bloco com um simples computador. O bitcoin não tinha sequer valor. Hoje, esses 50 bitcoins valem R$ 2,750 milhões.

Analisando o caso

“O que podemos afirmar é que esta máquina pertencia a um dos 10 primeiros mineradores, sem duvidas”, diz Marcel Pechman, colunista do Portal do Bitcoin.

Conforme Pechman, apesar do bloco ter sido um dos primeiros 4.000 a ser minerados, ou seja, apenas 37 dias após o bloco Genesis de 3/Jan/2009, não é possível afirmar se partiu de uma máquina controlada por Satoshi.

“Um estudo de 2013 de Sergio Demien Lerner aponta que a maquina que minerou os primeiros blocos era bem mais rápida (potente) que os demais, e por isso é possível determinar quando esteve ativa”, explicou.

Lerner é desenvolvedor do RootStock (RSK), que implementa o Ethereum numa sidechain do Bitcoin, mais conhecido por ser quem descobriu os 1 milhão de bitcoin de Satoshi.

O bloco movido recentemente, segundo estudo de Pechman e publicado em sua conta no Twitter, não apresenta tal característica. “No entanto, é impossível saber se Satoshi tinha duas máquinas em casa. Um notebook, por exemplo, teria bem menos potencia que um PC”, disse.

Na época, qualquer computador caseiro conseguia minerar bitcoins, visto que a dificuldade da rede era muito baixa.

Narcélio Filho diz que é muito difícil dizer se a carteira é ou não de Satoshi:

“É mais provável que seja alguém que só tinha esse bloco disponível. Talvez algum early da época ou até um espólio do Hal Finney. O Finney baixou e usou no dia 11, até tuitou sobre isso. No dia 12 ele entrou em contato com o Satoshi e recebeu 10 BTC, dele a primeira transação da história”, disse à reportagem.

Narcélio lembra que Satoshi publicou o programa no dia 8 de janeiro de 2009: “Quantas pessoas baixaram e o mantiveram rodando por alguns minutos para dar tempo de minerar um bloco? E dessas, quantas mantiveram os dados intocados por 11 anos?”.

Alguns minutos depois da transferência, o descobridor das carteiras de Satoshi, disse que a carteira não era do padrão investigador por ele.

Após as notícias se espalharem pelo mercado, o efeito foi quase imeditato: o bitcoin caiu 4,6% registrando US$ 9.301.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br