Carteira da IOTA é hackeada e até R$ 5 milhões são roubados

(Foto: Shutterstock)

A IOTA Foundation, organização sem fins lucrativos por trás da rede distribuída IOTA, disse nesta quinta-feira (13) que fundos de usuários foram roubados da carteira Trinity.

A organização com sede na Alemanha anunciou na quarta-feira (12) que desativou o node que a fundação atualmente controla, o que, em circunstâncias normais, garante a finalidade e a validade das transações individuais que são vinculadas na rede IOTA.

A Fundação disse fez isso “para garantir que nenhum outro roubo possa ocorrer até descobrirmos a causa raiz desses roubos. Mais investigações serão realizadas daqui em diante”.

Com a continuidade da investigação, a fundação disse que evidencias apontam para roubo de seeds de usuários que usaram a carteira Trinity, mas ainda não se sabe exatamente o que causou a falha.

A Trinity é uma solução de carteira desenvolvida pela Fundação para oferecer suporte ao token IOTA.

Acredita-se que entre US$ 300.000 e US$ 1,2 milhão em tokens IOTA tenham sido roubados, de acordo com o co-fundador da IOTA Foundation Dominik Schiener em resposta ao TheBlock.

A Fundação disse que já contratou agências policiais relevantes para investigar o problema e compartilhará um relatório assim que a investigação for concluída.

O mercado reagiu negativamente à noticia e a criptomoeda caiu 6,7% após o anúncio, sendo negociada a US$ 0,316. Atualmente a IOTA ocupa a posição 23 entre as criptomoedas com maior capitalização de mercado, com US$ 880 milhões.

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!