Blogueiro conta como investimento de R$ 130 mil em criptomoedas virou R$ 4,8 milhões e depois nada

(Peter McCormack - Foto: Reprodução)

Peter McCormack, um blogueiro britânico e investidor de criptomoedas, fez um post no Twitter contando como transformou US$ 32 mil (cerca de R$ 130 mil) em US$ 1,2 milhão, aproximadamente R$ 4,8 milhões, e acabou com quase nada.

No Reino Unido, Peter é muito conhecido por seu Podcast no site ‘What Bitcoin Did’ (O que o Bitcoin fez) com personalidades da criptoeconomia.

“Então, aqui está um breve comentário de como eu transformei US$ 32.000 em US$ 1,2m e voltei para praticamente zero (considerando o pagamento de impostos). Mas notem que eu não estou nenhum pouco amargurado, os últimos 2 anos foi uma caminhada incrível — viajei pelo mundo, fui rico, fui pobre”.

A história de Peter não é tão incomum, mas a maioria das pessoas nem sempre são tão sinceras em relação a seus comportamentos irracionais e irresponsáveis que muitas vezes os leva a perder fortunas, conta o Bitcoinist.

Assim como muitos, Peter viu no mercado de criptomoedas um grande potencial de lucro. Isto aconteceu em 2016 quando ele viu sobrar US$ 32 mil de sua agência de publicidade que estava indo muito bem naquela ocasião. Ele investiu, então, em bitcoin e ethereum, cada centavo, diz a reportagem.

Monero, Dash, Ripple, todas estavam em alta

Peter havia embarcado em um dos melhores momentos do mercado de criptomoedas. Era a hora. Os investimentos começaram a se expandir em Monero, Dash, Ripple, entre outras altcoins.

No entanto, tudo isso foi por puro impulso em meio a uma hype. Peter não tinha experiencia alguma com criptomoedas e foi comprando mais e mais, seguindo a tendência e notícias de mercado.

“Quando começou a subir eu me diversifiquei em tudo, Monero, Dash, isso, qualquer porcaria — até Ripple”, disse ele. “Tudo simplesmente continuava subindo”, acrescentou.

No verão de 2017, conta a reportagem, os lucros de Peter alcançaram meio milhão de dólares — foi quando a ganância começou a rodeá-lo, como ele mesmo admitiu.

Em vez de ‘religiosamente’ sacar 25% de seus lucros, como ele já havia feito antes, Peter reinvestiu tudo, fechando o ano com uma fortuna de US$ 1,2 milhão.

“Quando meu saldo estava alto, enlouqueci: roupas novas, vôos de primeira classe, dinheiro para a família, caridade, rindo de US$ 25 mil perdidos no [Vigilo] Confido… a lista era interminável”, conta.

O início do fim

Quando o mercado começou a dar sinais de baixa, Peter não reagiu. Ele estava convencido de que logo tudo voltaria ao normal, pois era assim que funcionava — alta sobre alta.

Naquele período, o já não tão pequeno investidor já tinha cinco fontes de renda: sua empresa, mineração, uma pool de mineração, seus podcast e sua atividade como Consultor. De forma alguma Peter pensava em deixar o setor de criptomoedas.

“O mercado começou a cair e eu simplesmente ignorei. Continuei acreditando que era algo passageiro. Caiu quatro vezes em 2017, assim como os lucros com mineração”, disse Peter.

Mesmo não dando mais lucro, o investidor não desligou seus equipamentos de mineração. Todo mês ele convertia o saldo que dava apenas para pagar as contas do datacenter, uma ‘troca de figurinha’.

Em seu auge, Peter juntou 150 BTCs. No entando, devido a quedas constantes do bitcoin e de várias altcoins do seu portfólio, ele viu seus fundos despencar para cerca de 80 BTCs e continuou caindo.

Atualmente, Peter admite que tem vendido mais dos seus bitcoin do que realmente gostaria, mas ele tem seus deveres como pai de família — sua maior renda hoje vem de seus podcast.

Após sua história, Peter tem conselhos a dar a hodlers:

“Se houver outra alta e você ganhar muito dinheiro, lembre-se de retirar o lucro. Não prolongue isto demais. As pessoas dizem pra você investir apenas aquilo que se pode dar ao luxo de perder. Resumindo, investimento em criptomoedas não pode ser colocado em primeiro lugar em um projeto de vida”.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!