BitPay processou quase R$ 4 bilhões em pagamentos com criptomoedas em 2018

(Foto: Shutterstock)

A BitPay, maior plataforma de processamento de pagamentos com criptomoedas, novamente atingiu a casa de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 4 bilhões) em transações em 2018, conforme anunciou a empresa por meio de um comunicado de imprensa nesta quarta-feira (16).

Desde a sua criação em 2011, esta é a segunda vez, consecutivamente, em que a processadora alcança esta marca. Apesar do foco desde o início ter sido processar pagamentos com bitcoin, a BitPay também dá suporte a outros criptoativos, como Bitcoin Cash, Paxos e algumas stablecoins.

Stephen Pair, cofundador e CEO da instituição, disse que alcançar novamente este número mostra que o bitcoin está sendo usado para resolver problemas reais em todo o mundo.

Considerando ano a ano, a BitPay disse que em 2018 sua receita aumentou em 255%. Um dos fatores para o êxito, segundo a nota, foram os negócios via B2B (business-to-business), aqueles que são negociados entre empresas.

Isto aconteceu devido ao crescimento na adesão de novos clientes ao serviço, incluindo escritórios de advocacia, profissionais de Data Center e de Tecnologia da Informação (TI) que se comprometeram em aceitar seus pagamentos em criptomoedas, diz o comunicado.

De acordo com a publicação, da mesma forma, TVs por assinatura, plataformas de segurança online e até mesmo a liberação de pagamento de impostos com bitcoin no estado americano Ohio contribuíram para o avanço financeiro da empresa.

“O Bitcoin circula em todo o mundo e ainda estamos extremamente otimistas em relação a ele e à criptoeconomia”, disse o chefe de produtos da BitPay, Sean Rolland.

80% deixaram de pagar com BTC

Apesar do bom resultado da BitPay, pagamentos com bitcoin no geral não foram nada bem no ano passado. O uso da criptomoeda caiu drasticamente, cerca de 80%, segundo dados da Chainalysis referente ao período de janeiro e novembro de 2018.

A volatilidade e a escalabilidade das transações de Bitcoin podem ser um dos maiores motivos na perda de interesse em realizar esses tipos comércio.

O uso como meio de pagamento é uma das características básicas do bitcoin. Para dar certo, as condições do mercado devem ser atendidas.

Porém, para que isso aconteça, o varejo precisa enxergá-lo como um valor agregado para aceitá-lo.

Sendo assim, um mercado que não se mantém estável acaba gerando mais ceticismo àqueles que não conhecem a fundo o propósito da criptoeconomia.

A medida da BitPay em ampliar seu portfólio de criptomoedas pode servir como exemplo a outras plataformas que pretendem permanecer no novo mercado. E também é uma forma de oferecer aos comerciantes mais flexibilidade.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil. Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br


Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!