BitMEX bate US$ 1 trilhão negociados em um ano com crescimento do mercado futuro de Bitcoin

(Foto: Shutterstock)

A BitMEX, uma bolsa de derivativos de bitcoin, ultrapassou US$ 1 trilhão em volume anual de transações, divulgou o fundador da plataforma Arthur Hayes.

O feito acontece em paralelo com a CME também registrando novos recordes de volume em contratos futuros de bitcoin. A demanda por derivativos, que permite aos usuários abrir posições ‘longs’ e ‘shorts’, está crescendo.

BitMEX é a maior exchange atualmente em volume negociado. O principal fator por trás disso é devido a sua plataforma operar com margin trading e alavancagem. Os usuários podem executar negociações alavancadas de até 100x em futuros de bitcoin e swaps perpétuos. Outras criptomoedas como Ethereum é permitido alavancagem de até 50x.

Em 26 de junho, quando o preço do bitcoin atingiu quase US$ 14.000 o pregão registrou um dia recorde para a BitMEX, com o volume total marcando US$ 16 bilhões dentro de 24 horas.

No acumulado dos últimos 360 dias, a BitMEX já negociou mais de US$ 1 trilhão. É um feito impressionante, considerando que o bitcoin operou em queda durante o ano de 2018 inteiro.

CME também registra novo recorde

A plataforma de futuros de bitcoin da CME, lançada no final de 2017, também bateu seu recorde pessoal. A bolsa negociou um valor nocional recorde de US$ 1,7 bilhão na quarta-feira passada, no dia em que o bitcoin atingiu a alta de 2019. A marca superou o antigo recorde em mais de 30%

O aumento no volume também estabeleceu um novo recorde de 6.069 contratos em aberto, à medida que o interesse institucional continua aumentando.

Tanto a CME quanto a BitMEX oferecem uma plataforma para os traders apostarem contra o preço do Bitcoin (short). À medida que o bitcoin aumenta em mais de 300% das suas mínimas anuais, os traders estão usando essas plataformas para fazer apostas no futuro da criptomoeda.

Como o Wall Street Journal mostrou, no entanto, fazer um short de bitcoin também é uma estratégia de cobertura para os players maiores.

“Esses dados não significam necessariamente que os fundos de hedge estão fazendo apostas definitivas de que o bitcoin cairá. Os shorts também poderiam fazer parte das estratégias de hedge: por exemplo, um fundo com um portfólio de bitcoins pode ficar aquém da CME como um seguro contra o valor da queda do bitcoin.”


 Compre criptomoedas na 3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!