Bitcoin é Superior ao Papel Moeda, Diz Revista Alemã

Enquanto muitas personalidades e analistas continuam céticos quanto ao bitcoin, outros estão começando a dar à criptomoeda uma avaliação honesta.

O mais recente vem da revista alemã de negócios Wirtschafts Woche, que publicou recentemente um artigo que elogia o bitcoin. “The Revolution of Cryptocurrency”, escrito pelo economista Thorsten Polleit, argumenta que o advento da criptomoeda desencadeou uma revolução monetária que poderia eventualmente substituir o papel moeda usado pelos países.

Leia Também: Bitcoin Como Moeda Nacional Poderia Levar Economia ao Colapso: Banco Central da China

O dinheiro fiat, ele explica, possui quatro falhas inerentes:

  • Inflação
  • Desigualdade na distribuição monetária
  • A tendência de produzir ciclos econômicos
  • A tentação de aumentar a dívida nacional

Polleit afirma que as criptomoedas evitam essas e outras falhas devido à concorrência no mercado. Enquanto nenhuma moeda tiver um monopólio econômico com mandato estatal, a demanda do consumidor deve favorecer melhores moedas.

No entanto, deve notar-se que nem todas as criptomoedas resistem às falhas que o Polleit encontra em dinheiro fiat. Muitas criptomoedas são inflacionárias, embora sua taxa de inflação geralmente seja fixada e não variável. Os modelos de distribuição de criptomoedas também podem exibir desigualdades, e há muito debate sobre o que constitui um método justo de distribuição de moeda / token. Dito isto, ao se separar da política monetária do governo nacional, evitar-se-ão as duas últimas falhas do dinheiro público.

Leia Também: Bitcoin Não é Uma Democracia, Diz Antonopoulos

Polleit acredita que a demanda dos consumidores por bitcoin provavelmente aumentará à medida que o dinheiro controlado pelo governo perca o poder de compra e os governos nacionais reduzam ou mesmo eliminem as transações em dinheiro. Ele prevê o potencial das moedas baseadas blockchain para “tornar o dinheiro Fiat sem valor”.

Embora otimista, Polleit pede cautela ao especular com criptomoedas:

Quem obtiver [criptomoedas] deve saber que ele não investe, mas especula. Diferentemente do caso de ações ou títulos, eles não possuem uma fórmula de avaliação reconhecida e testada – o mesmo se aplica a matérias-primas ou objetos de arte. Você não pode mesmo estimar se o preço que você paga é justificado em relação ao “valor intrínseco” das [moedas].

Por esta razão, ele parece favorecer ligadas a ativos físicos, como o ouro.

Divergendo de outros analistas pró-bitcoin, Polleit encoraja os investidores a evitar a especulação cambial. O investidor sensato, diz ele, deve continuar a investir em “grandes empresas” e adotar uma abordagem de longo prazo para os mercados. A revolução monetária pode causar transtornos econômicos, mas ele explica que as empresas sólidas continuarão a trazer resultados positivos independentemente da moeda – ou criptomoeda – que usam para negociar.

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!