Bitcoin cai R$ 5.000 e principais criptomoedas despencam 10%

(Foto: Shutterstock)

Após ser negociado acima dos R$ 49.000 e se aproximar da máxima anual, o Bitcoin iniciou um movimento de queda na noite de quarta (10) e já recuou R$ 5.000, cotado a R$ 44.339 às 8:15 (horário de brasília) desta quinta.

Em dólar, a criptomoeda saiu dos US$ 13.174 e despencou até US$ 11.163.

A queda também foi acompanhada por um grande aumento no volume global negociado, registrando US$ 33 milhões em um período de 24 horas, com os traders procurando realizar lucros a medida que o preço se aproximou da máxima anual.

Apesar do recuo no curto prazo, o Bitcoin acumula ganhos de 10% em julho e de 47% nos últimos 30 dias.

Grandes criptomoedas como Ether (ETH), litecoin (LTC), XRP (XRP) e EOS (EOS) também operam em forte queda, com perdas acima de 10% nas últimas horas.

Além disso, a capitalização de mercado total de todas as criptomoedas combinadas sofreu uma perda de US$ 27,1 bilhões no dia, marcando uma das maiores perdas em um único dia em 2019.

O curto prazo permanece muito volátil e o BTC poderia experimentar um retorno do movimento de alta voltando a testar a máxima anual de US$ 13.700, mas isso precisará ser acompanhado por níveis fortes no crescimento do volume comprador, a fim de acabar com a recente queda ainda em andamento.

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!